Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ocidente veta resolução russa de ajuda humanitária à Síria; Moscou barra contraproposta

© AP Photo / John MinchilloReunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) em 19 de abril de 2022, na sede da ONU, em Nova York (foto de arquivo)
Reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) em 19 de abril de 2022, na sede da ONU, em Nova York (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 08.07.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos, o Reino Unido e a França vetaram, nesta sexta-feira (8), uma resolução russa no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) para estender o mecanismo que permite entregas de ajuda humanitária transfronteiriça à Síria por meio da Turquia.

"Vocês sempre dizem que querem que a situação melhore. Mas, na verdade, estão demonstrando que tudo foi falso. Isso foi demonstrado hoje", disse o vice-representante permanente russo na Organização das Nações Unidas (ONU), Dmitry Polyanskiy, após a resolução russa ser reprovada na votação.

A proposta teria estendido o mecanismo de ajuda por seis meses, mas os EUA, o Reino Unido e a França se opuseram à extensão, alegando que não haveria tempo hábil para planejar as operações.

"Uma renovação por apenas seis meses não seria suficiente. Não permitiria um planejamento suficiente das operações. Elas precisam de previsibilidade e estabilidade. Uma renovação de seis meses seria ainda mais problemática, porque mergulharia os sírios na incerteza no meio do inverno", disse o embaixador francês na ONU, Nicolas de Rivière, após a votação.

A Rússia propôs estender o trabalho do posto de controle entre Síria e Turquia por seis meses, até 10 de janeiro de 2023 — a ajuda em vigor atualmente se encerra em 10 de julho —, prorrogando o trabalho por mais seis meses após a adoção de uma resolução adicional apropriada no CSNU.
© AP Photo / John MinchilloDmitry Polyanskiy, vice-representante permanente da Rússia nas Nações Unidas, durante reunião do CSNU, em 23 de setembro de 2021
Dmitry Polyanskiy, vice-representante permanente da Rússia nas Nações Unidas, durante reunião do Conselho de Segurança da ONU, em 23 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.07.2022
Dmitry Polyanskiy, vice-representante permanente da Rússia nas Nações Unidas, durante reunião do CSNU, em 23 de setembro de 2021

Rússia barra contraproposta

Também nesta sexta-feira (8), a Rússia vetou uma resolução da Irlanda e da Noruega sobre o mesmo tema. Em conversa com repórteres, Polyansky informou que a Rússia vetará qualquer resolução sobre a entrega transfronteiriça de ajuda humanitária à Síria que contrarie seu próprio texto, rejeitado pelo Conselho de Segurança.
Os países europeus sugeriam que o trabalho de ajuda humanitário também fosse estendido por seis meses, de 10 de julho a 10 de janeiro de 2023, mas que se renovasse automaticamente por outros seis, sem nova resolução adequada, segundo a Rússia.
Ao Conselho de Segurança da ONU, o enviado sírio no órgão, Bassam Sabbagh, afirmou que compartilha plenamente os motivos pelos quais a Rússia vetou o projeto de resolução da Noruega e da Irlanda sobre a extensão da ajuda humanitária.
O secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
Panorama internacional
Conselho de Segurança russo: Ocidente quer tornar Eurásia em países 'fantoches' que lutam entre si
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала