Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MD da Rússia: forças russas atacam militares ucranianos que tentaram hastear bandeira na ilha Zmeiny

© Sputnik / Kirill NortonHelicópteros de combate russos Ka-52 na zona da operação especial da Rússia na Ucrânia
Helicópteros de combate russos Ka-52 na zona da operação especial da Rússia na Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 07.07.2022
Nos siga noTelegram
Conforme relatou hoje, quinta-feira (7), o Ministério da Defesa da Rússia, por falta aguda de pessoal, Kiev foi forçada a enviar os batalhões nacionalistas, que cumpriam tarefas na retaguarda, para linha de frente.
Segundo o briefing da pasta, as forças russas atingiram em Artyomovsk, na República de Donetsk, as bases de estacionamento temporário e os depósitos de munições das tropas ucranianas, havendo lá até 350 soldados.
O ministério também informou que os soldados da 80ª Brigada de Desembarque ucraniana estão se recusando a participar de combates na RPD e desertando em massa para retaguarda.
Segundo dados do Ministério da Defesa russo, na madrugada desta quinta-feira, 7 de julho, Kiev realizou uma tentativa de hasteamento simbólico da bandeira ucraniana na ilha Zmeiny.
Porém, a Força Aeroespacial da Rússia atacou os militares ucranianos que desembarcaram na ilha e tiraram foto lá com a bandeira. Uma parte dos soldados desembarcados foi eliminada, enquanto os restantes fugiram, relataram na entidade.
Além disso, foram interceptados seis mísseis Tochka-U, nas regiões de Kherson e Carcóvia, bem como 12 projéteis de lança-foguetes em Carcóvia e na RPD.
Nas últimas 24 horas, os caças russos Su-35 derrubaram dois aviões da Ucrânia: um MiG-29, em Nikolaev, e um Su-25, em Donetsk.
"O adversário está sofrendo baixas significativas em todas as direções", sublinharam no ministério. Particularmente, como resultado dos ataques aéreos russos, as tropas ucranianas nos arredores de Soledarsk já perderam 2,5 mil indivíduos.
Além disso, conforme notaram no MD russo, "os comandantes das Forças Armadas da Ucrânia ordenaram a redução do prazo de tratamento dos militares feridos e o envio deles, sem passarem por reabilitação, para as áreas de combates a fim de compensar as perdas nas unidades [do Exército]".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала