Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Yanukovich apela a Kiev para não mentir sobre 'vitórias' e avaliar adequadamente situação no país

© AP Photo / Pavel GolovkinEx-presidente ucraniano Viktor Yanukovitch discursa durante uma conferência de notícias em Moscou, Rússia, 6 de fevereiro de 2019
Ex-presidente ucraniano Viktor Yanukovitch discursa durante uma conferência de notícias em Moscou, Rússia, 6 de fevereiro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Nos siga noTelegram
O ex-presidente ucraniano Viktor Yanukovich apelou às atuais autoridades ucranianas para deixarem de mentir sobre "vitórias" constantes e começarem a avaliar a situação no país, ouvindo a opinião dos cidadãos.

"É bem conhecido que as atuais autoridades ucranianas carecem de experiência e são aventureiras. Claro que nem se pode falar de nenhuma confiança absoluta nelas, mesmo em condições de falta de fontes de informação alternativas. Mas a mentira constante por parte das autoridades só acelera sua própria queda, agrava a situação e leva a sofrimentos e vítimas desnecessários entre os militares ucranianos e a população civil, bem como gera ameaças para o futuro da Ucrânia no estado em que nós a conhecemos e amamos", afirmou Yanukovich em sua declaração, cujo texto está publicado na conta do seu advogado no Facebook (plataforma pertencente à empresa extremista Meta, banida no território da Rússia).

O ex-presidente ucraniano acredita que "as tentativas de procurar culpados pelo fato de a vida no país a partir do ano de 2014 ter estado piorando consecutivamente vão, como é esperado, se limitar à conclusão de que os culpados são todos, exceto as autoridades". Ao mesmo tempo, Yanukovich acrescenta que "tal resposta não satisfará a sociedade [ucraniana] e vai levar à continuação da perda de confiança nas autoridades e, no final, a uma catástrofe".

"Talvez valha a pena acabar com essa abordagem sem saída da política de informação? Talvez chegue de mentir sobre 'vitórias' constantes, enquanto a situação no país demonstra o contrário?", sugeriu Viktor Yanukovich.

Segundo Yanukovich, "hoje em dia, mais do que nunca, é preciso avaliar a situação de forma adequada e respeitar as opiniões mais diversas dos cidadãos ucranianos".
© Sputnik / Sergei GuneevViktor Yanukovich
Viktor Yanukovich - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Viktor Yanukovich
"São os cidadãos que devem fazer a escolha entre "lutar até o último ucraniano" ou tentar manter o que ainda resta. É importante dar a oportunidade de se expressar a todos os que têm sugestões construtivas e dar uma chance à paz. Isso vai permitir salvar vidas de ucranianos e o futuro para a Ucrânia", crê o ex-presidente ucraniano.
Viktor Yanukovich destacou que a supressão da dissidência e a rejeição radical de pontos de vista alternativos é o caminho que levou ao atual conflito.
"As autoridades ucranianas devem, antes que seja tarde, deixar de dividir os ucranianos em corretos e incorretos, bem como encontrar forças para estender a mão àqueles que avaliam a situação de outra maneira. Agora é o tempo para nos unirmos, não em prol da guerra, em que diariamente estão morrendo centenas de ucranianos, mas em torno da busca conjunta de soluções", disse ele.
Yanukovich concluiu afirmando que "as autoridades do país em funções, infelizmente, seguiram a tradição das mentiras e levaram-na para um novo nível".
"Em 2919 o nosso país esperava paz, mas em 2022, inclusive devido a ambições sem limites, à 'diplomacia das cavernas' e ao medíocre 'circo político', [a Ucrânia] recebeu guerra."
Presidente norte-americano, Joe Biden, com a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson, e o presidente finlandês, Sauli Niinisto, durante declaração conjunta para a imprensa após reunião na Casa Branca - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2022
Panorama internacional
Casa Branca duvida que Ucrânia consiga reconquistar territórios perdidos, diz CNN
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала