Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Visando proteger economia, Belarus responde às sanções ocidentais

© AFP 2022 / VIKTOR DRACHEVUma foto tirada na capital da Belarus, Minsk, mostra a residência do presidente Alexander Lukashenko, o Palácio da Independência, 24 de outubro de 2013
Uma foto tirada na capital da Belarus, Minsk, mostra a residência do presidente Alexander Lukashenko, o Palácio da Independência, 24 de outubro de 2013 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Nos siga noTelegram
Depois que o Reino Unido aumentou tarifas e sancionou indivíduos como o próprio presidente, governo belarusso anunciou contramedidas para proteger a economia.
Na terça-feira (5), o Gabinete de Ministros de Belarus proibiu que investidores de "Estados hostis" vendam suas ações que detêm em 190 empresas belarussas em resposta às sanções ocidentais ao país.
Os acionistas dessas empresas são "pessoas de países estrangeiros que cometem ações hostis contra pessoas jurídicas e (ou) pessoas físicas belarussas", diz o documento publicado no Portal Nacional de Informações Jurídicas na Internet. Esses investidores estão "proibidos de alienar suas ações [...] nos fundos autorizados de tais pessoas jurídicas".
O regulamento afirma que, para proteger os interesses de Belarus, "as ações estão bloqueadas nas contas de depósito [depositário] de seus proprietários".
Ainda na terça-feira, o Reino Unido havia anunciado que introduziria novas sanções econômicas, comerciais e de transporte a Belarus por seu apoio a Moscou. Londres também deve proibir que mais empresas belarussas emitam dívidas e títulos no país.
O Reino Unido já aumentou as tarifas de importação de uma série de produtos de Belarus em 35% e sancionou o presidente belarusso Aleksandr Lukashenko e altos funcionários do governo.
Enquanto isso, o presidente russo, Vladimir Putin, disse na semana passada (30) que a "pressão política e social sem precedentes" do Ocidente e as sanções impostas pela operação militar especial na Ucrânia estão pressionando Belarus a se integrar mais rapidamente à Rússia.
Presidente de Belarus, Aleksandr Lukashenko (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2022
Panorama internacional
Belarus pagará títulos de dívida internacionais em rublos belarussos, diz governo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала