Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

União Europeia anuncia implementação de plano de emergência energética

© AFP 2022 / Daniel RolandPlaca de fogão a gás em Gaiberg, Alemanha, 24 de junho de 2022
Placa de fogão a gás em Gaiberg, Alemanha, 24 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Nos siga noTelegram
Projeto para lidar com a escassez de gás, caso a Rússia corte o fornecimento de gás para o bloco, vai listar medidas a serem tomadas pelos Estados-membros.
A chefe da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, disse nesta quarta-feira (6) que está em andamento um plano de emergência para preparar o bloco de 27 países para um corte completo do fornecimento de gás russo. O plano será anunciado em meados deste mês.
"Se o pior acontecer, então temos que estar preparados", disse ela, citada pela Associated Press. "É muito importante ter uma visão geral europeia e uma abordagem coordenada de um possível corte completo do gás russo", acrescentou von der Leyen, observando que uma dúzia de Estados-membros já foram atingidos por reduções ou cortes totais no fornecimento de gás.
Em maio, a CE anunciou um plano chamado REPowerEU para abandonar a energia russa como parte das sanções impostas à Rússia por sua operação militar especial na Ucrânia. A comissão propôs um pacote de quase € 300 bilhões (cerca de R$ 1,6 trilhão) que inclui uso mais eficiente de combustíveis e implantação mais rápida de energias renováveis.
A Rússia é o principal fornecedor de energia da União Europeia (UE). Em 2021, o bloco importou 155 bilhões de metros cúbicos de gás natural do país, representando cerca de 45% de suas importações de gás e cerca de 40% de seu consumo total de gás.
Instalações do gasoduto Yamal-Europa na Polônia - Sputnik Brasil, 1920, 05.07.2022
Panorama internacional
Político alemão: escassez de energia na Europa pode desencadear 'batalha pela distribuição' de gás
O mercado de gás europeu está atualmente passando por uma grave escassez de suprimentos de energia. As entregas da Gazprom da Rússia através do gasoduto Nord Stream 1 (Corrente do Norte 1) caíram para cerca de 40% da capacidade devido à falta de peças por conta das sanções. Em 11 de julho, a Gazprom vai fechar o Nord Stream por dez dias para manutenção programada. Durante esse tempo, todos os fluxos de gás através do gasoduto serão interrompidos.
A situação levou os países da UE a anunciarem nesta semana medidas de emergência destinadas a reduzir o uso de gás natural. As entregas reduzidas ocorrem em um momento em que a Europa está correndo contra o tempo para estocar energia para o inverno.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала