Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Deputado do Bundestag exorta a lançar Nord Stream 2 devido à ineficácia das sanções antirrussas

© AFP 2022 / JOHN MACDOUGALLUm helicóptero sobrevoa o terminal de gasoduto Nord Stream antes de uma cerimônia inaugural para o primeiro gasoduto de 1.224 quilômetros de Nord Stream através do mar Báltico, em Lubmin, 8 de novembro de 2011
Um helicóptero sobrevoa o terminal de gasoduto Nord Stream antes de uma cerimônia inaugural para o primeiro gasoduto de 1.224 quilômetros de Nord Stream através do mar Báltico, em Lubmin, 8 de novembro de 2011 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Nos siga noTelegram
Klaus Ernst, chefe do Comitê de Energia e Meio Ambiente do Bundestag, exortou, em entrevista ao Rheinische Post, a começar negociações sobre o lançamento do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) a fim de fornecer gás à Alemanha.

De acordo com suas palavras, é preciso, "caso necessário, pôr em funcionamento o Nord Stream 2 por um prazo limitado, se o fornecimento de gás não puder ser garantido de outra maneira".

Além disso, na opinião do deputado alemão, os governos dos países da União Europeia devem rever as sanções energéticas contra a Rússia, porque estas não trazem os resultados esperados.
"Pelo contrário, essas medidas beneficiam a Rússia. Elas significam que embora se venda menos, as receitas dessas vendas são em geral maiores", explicou Ernst.
O parlamentar acrescentou ainda que o governo alemão deve assegurar a contenção dos preços de combustíveis através do aumento das entregas, inclusive da Rússia, porque os cidadãos e a economia do país viraram "vítimas da política sancionatória completamente fracassada". Neste contexto, é mesmo amoral manter as sanções em vigor, resumiu Ernst.
O ministro alemão da Economia e Proteção Climática, Robert Habeck, mostra um gráfico com previsões dos níveis de armazenamento de gás ao dar uma entrevista coletiva sobre segurança no fornecimento de energia, em Berlim, 23 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.07.2022
Panorama internacional
Chefe de sindicato alemão alerta para colapso de cadeias industriais inteiras, diz mídia
Posteriormente, o ministro de Energia da Alemanha, Robert Habeck, respondeu que a exploração do Nord Stream 2 para ultrapassar a crise energética "não é uma opção".

"O Nord Stream 2 não tem licença, ele está sob sanções [...] sob o regime sancionatório americano. Não, isso não é uma opção", disse o ministro ao responder à pergunta respectiva nas margens de uma conferência em Munique.

A Rússia reduziu o fornecimento de gás através do Nord Stream 1 em 60%, inicialmente devido a sanções canadenses que foram responsáveis pela retirada de uma peça-chave para o pleno funcionamento do gasoduto. Apesar disso, o gasoduto está programado para um desligamento total neste mês para manutenção previamente agendada.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала