Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Paris confirma a morte do 2º mercenário francês na Ucrânia

© Sputnik / Konstantin MikhalchevskyPrisioneiros de guerra ucranianos em estabelecimento prisional na República de Donetsk
Prisioneiros de guerra ucranianos em estabelecimento prisional na República de Donetsk - Sputnik Brasil, 1920, 05.07.2022
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores (MRE) da França confirmou a morte de um segundo mercenário francês que lutava ao lado de Kiev.
"Recebemos a triste notícia de sua morte. Expressamos nossas condolências à sua família, com quem os departamentos relevantes do Ministério das Relações Exteriores estão em contato", disse um porta-voz do MRE francês em entrevista coletiva.
O porta-voz reiterou seu apelo aos cidadãos para que não viajem para a Ucrânia por qualquer motivo.
A morte foi noticiada pela estação de rádio francesa RTL. O homem, segundo a mídia, se juntou às tropas ucranianas em março e no início de junho ficou gravemente ferido perto da cidade de Carcóvia.
Identificado como Adrien D., de 20 anos, ele foi tratado em um hospital de campanha na região, mas faleceu posteriormente.
Tanque T-80 da Milícia Popular da RPL nos arredores de Lisichansk, 2 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.07.2022
Panorama internacional
Ucrânia perde controle sobre suas forças em retirada da República de Lugansk, diz MD da Rússia
Em junho, a França noticiou a morte do primeiro mercenário francês na Ucrânia. O jornal Liberation o identificou como Wilfried Bleriot, 32 anos, que estaria ligado a gangues de extrema direita em seu país.
O Kremlin alertou reiteradas vezes sobre as consequências para mercenários estrangeiros na Ucrânia. A Rússia e seus aliados alegaram que os tratados conhecidos coletivamente como Convenções de Genebra não se aplicam aos mercenários.
Vale ressaltar que no início de junho a Suprema Corte da República Popular de Donetsk (RPD) condenou à pena de morte três mercenários, dois britânicos e um marroquino, que combateram em Donbass ao lado dos militares ucranianos.
Segundo dados russos, 6.956 cidadãos estrangeiros de 64 países chegaram à Ucrânia desde fevereiro para lutar por Kiev. Cerca de 1.956 deles foram mortos, enquanto 1.779 deixaram o país, informou o Ministério da Defesa russo no dia 17 de junho.
Arma de artilharia das Forças Armadas da Ucrânia destruída em Severodonetsk, no leste ucraniano, 11 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 05.07.2022
Panorama internacional
MD russo: armas de precisão atingem base temporária de mercenários estrangeiros na Ucrânia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала