Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Kiev admite que Minsk possa atuar como parte do conflito na Ucrânia

© Sputnik / Mikhail Metsel Presidente belarusso, Aleksandr Lukashenko, durante uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin
Presidente belarusso, Aleksandr Lukashenko, durante uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin - Sputnik Brasil, 1920, 05.07.2022
Nos siga noTelegram
O presidente ucraniano Vladimir Zelensky diz esperar que Belarus não se torne parte do conflito na Ucrânia. Ao mesmo tempo, ele admitiu que pudesse suceder o contrário e afirmou que o país devia se preparar para isso.
O presidente belarusso, Aleksandr Lukashenko, declarou anteriormente que Minsk não queria que seus soldados combatessem na Ucrânia, mas acrescentou que outros intentavam arrastar a parte belarussa para esse conflito.

"Confiamos que Belarus não seja arrastada para essa guerra, mas as provocações ocorrem e vão seguir ocorrendo [...] Existe a ameaça de que Belarus seja arrastada. Estamos nos preparando para enfrentá-la", afirmou Zelensky ao discursar em linha em uma mesa redonda do The Economist sobre o tema "Antítese, transformações e sucessos em um mundo em mudança".

As relações entre Minsk e Kiev pioraram em 2020, quando Zelensky se recusou a assistir a um fórum regional que Belarus organizava. A Ucrânia é um dos países que Minsk acusou de estar interferindo em seus assuntos internos, mais precisamente de ser um território desde o qual se coordenavam os protestos que explodiram depois das eleições presidenciais em Belarus.
Depois do início em 24 de fevereiro da operação militar especial russa para desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia, Kiev fortaleceu a pressão por sanções contra Belarus. Os países ocidentais acusaram Minsk de estar apoiando a operação e ampliaram as sanções previamente impostas contra Belarus.
O presidente belarusso, Aleksandr Lukashenko, gesticula durante evento em Vladivostok, na Rússia, 13 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.06.2022
Panorama internacional
Belarus fala de 'ações provocativas' por parte da Ucrânia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала