Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ucrânia vai pedir € 500 bilhões em ajuda financeira em meio ao conflito, relata Bloomberg

© AFP 2022 / Sergei SupinskyBandeiras da Ucrânia e da União Europeia tremulando em Kiev, Ucrânia, 24 de junho de 2022
Bandeiras da Ucrânia e da União Europeia tremulando em Kiev, Ucrânia, 24 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.07.2022
Nos siga noTelegram
Fontes que teriam falado à agência norte-americana Bloomberg disseram que Bruxelas poderá ser a maior financiadora de um plano de ajuda econômica a Kiev.
A União Europeia (UE) fornecerá à Ucrânia uma ajuda de cerca de € 500 bilhões (R$ 2,78 trilhões) para vários projetos de recuperação econômica, informou no domingo (3) a agência norte-americana Bloomberg, citando fontes ligadas às discussões.
Os projetos, que incluem investimentos na infraestrutura, segurança, clima, economia digital e energia, deverão ser elaborados pela Ucrânia em um documento de aproximadamente 2.000 páginas, e deverão ser financiados na sua maioria pela UE.
Bandeiras dos EUA e da Ucrânia tremulam diante do Capitólio, em Washington, no dia 5 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 13.06.2022
Panorama internacional
EUA vão fornecer US$ 1,5 bi mensais à Ucrânia nos próximos 4 ou 5 meses para sustentar governo
Além disso, mesmo reconhecendo as dificuldades relacionadas com a atual situação, a Comissão Europeia exige a realização de reformas para combater a corrupção, oligarcas, criar regras para escolher juízes, e criar uma nova regra para a mídia, indica o relatório da Bloomberg. A Ucrânia está no 122º lugar entre 180 países no Índice de Percepções de Corrupção.
A Comissão Europeia está cogitando opções como subvenções e empréstimos para financiar a iniciativa, apesar da falta de detalhes e confiança dos negociadores em meio à continuação do conflito na Ucrânia. Vladimir Zelensky considera igualmente o plano um "primeiro rascunho", devido à sua dimensão "difícil".
Espera-se que o plano seja apresentado em uma conferência de Lugano, Suíça, nesta segunda-feira (4) ou terça-feira (5).
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала