Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Presidente de Portugal se pronuncia após Bolsonaro cancelar almoço: 'Ninguém morre'

© AP Photo / Marcelo ChelloO presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, participa da reabertura do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, Brasil, sábado, 31 de julho de 2021
O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, participa da reabertura do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, Brasil, sábado, 31 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.07.2022
Nos siga noTelegram
Chefe do Executivo português disse que "entende que há questões políticas", mas que os dois países têm tido posições diferentes, por exemplo, sobre a operação russa na Ucrânia.
Após o presidente, Jair Bolsonaro (PL), cancelar o almoço com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, porque o líder português também vai se encontrar com o ex-presidente Lula, Rebelo de Sousa fez alguns comentários sobre a decisão do mandatário brasileiro.

"Quem convida pra almoçar é que decide se quer almoçar ou. Se o presidente da República Federativa do Brasil entende que não pode, não quer, não é oportuno, que não entra na sua programação […]. Eu respeito quem convida deixar de convidar pelas razões que queira, por inoportunidade política, pessoal", afirmou o mandatário citado pelo O Globo.

Rebelo de Sousa também declarou entender as "questões políticas" de Bolsonaro, citando ainda que os dois países têm tido posições diferentes, por exemplo, sobre a operação russa na Ucrânia.

"Eu entendo que há questões políticas. Portugal é aliado da Ucrânia, Brasil não. Agora o almoço é uma questão que não constava no primeiro programa da ida ao Brasil. É possível o almoço, tudo bem. [Se] Não é possível, ninguém morre."

O chefe de Estado português embarcou ontem (1º) para o Brasil para uma série de encontros. Além do almoço que aconteceria com Bolsonaro, Rebelo de Sousa encontrará com os ex-presidentes Michel Temer (MDB) e Fernando Henrique Cardoso, segundo a mídia.
Lula também terá uma reunião com o líder português, que, sobre o encontro com o petista, frisou que é um compromisso com o ex-presidente, e não com o candidato, acrescentando que as eleições são uma questão "da soberania brasileira" e não serão assunto do encontro.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала