Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Universidade de Chicago: 25% dos americanos estão dispostos a pegar em armas contra o governo

© AFP 2022 / Mandel NganO prédio do Capitólio, em Washington
O prédio do Capitólio, em Washington - Sputnik Brasil, 1920, 01.07.2022
Nos siga noTelegram
A Universidade de Chicago publicou uma pesquisa com a porcentagem de americanos que acreditam que em algum momento terão que pegar em armas contra seu governo.
A pesquisa, publicada pelo Instituto de Política (IOP, na sigla em inglês) da Universidade de Chicago e feita a partir de um recorte de mil eleitores nos EUA, também revelou que a maioria dos americanos concorda que o governo é "corrupto e manipulado".
O dado que mais chamou a atenção dos pesquisadores foi a porcentagem de pessoas que acreditam que "em breve será necessário pegar em armas" contra o governo: um quarto dos entrevistados (25%).
O documento explicou que "mais de um quarto dos residentes dos EUA estão tão distantes de seu governo" que para eles pode ser necessário pegar em armas no futuro.
Primeira audiência pública, em Washington, em 9 de junho de 2022, sobre as conclusões das investigações de um ano da invasão ao Capitólio - Sputnik Brasil, 1920, 09.06.2022
Panorama internacional
Trump coordenou plano de 7 partes para derrubar eleições de 2020, diz comitê do Capitólio
Os dados sugerem que a polarização extrema na política dos EUA, assim como o seu impacto nas relações dos americanos entre si, continua forte.
O documento revelou que a desconfiança no governo varia entre as linhas partidárias. 56% dos participantes disseram que "geralmente confiam que as eleições serão conduzidas de forma justa e contadas com precisão", mas as porcentagens mudam quando o recorte é feito entre republicanos, democratas e independentes — quase 80% dos democratas expressaram confiança geral nas eleições, número que cai para 51% entre os independentes e para apenas 33% entre republicanos.
De acordo com a pesquisa, 49% dos americanos concordaram que "cada vez mais se sentem estranhos em seu próprio país". Esse número, segundo os pesquisadores, refletiu "divisões políticas acentuadas no país".
Caminhoneiros reabastecem seus caminhões no frio durante o protesto Freedom Convoy em 5 de fevereiro de 2022 em Ottawa, Canadá - Sputnik Brasil, 1920, 09.02.2022
Panorama internacional
5G e QAnon: imprensa do Reino Unido diz que teóricos da conspiração conduziram protestos no Canadá
Dos quase 30% que sentiram que em breve seria necessário "pegar em armas contra o governo", 37% tinham armas em suas casas, segundo os dados.
Os entrevistados expressaram sentimentos negativos sobre pessoas de partidos políticos opostos: 73% dos eleitores autoproclamados republicanos concordaram que "os democratas geralmente são valentões que querem impor suas crenças políticas".
Curiosamente, uma porcentagem quase idêntica de democratas (74%) expressa a mesma visão sobre os republicanos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала