Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Turquia proíbe acesso a mídias alemã e americana por falta de licença no país

© AP Photo / Emrah GurelBandeira da Turquia (foto de arquivo)
Bandeira da Turquia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 01.07.2022
Nos siga noTelegram
O Conselho Superior de Rádio e Televisão da Turquia (RTÜK, na sigla em turco) bloqueou os sites da emissora alemã Deutsche Welle (DW) e da rádio norte-americana Voice of America (VOA) por falta de licença.

"Na noite de quinta-feira [30], os serviços de Internet da emissora internacional alemã DW foram bloqueados em todos os 32 idiomas do programa. Simultaneamente ao bloqueio dos sites editoriais da DW, os sites da emissora internacional VOA também foram bloqueados", informou a DW em um comunicado de imprensa.

De acordo com a nota, o RTÜK solicitou à DW e outras emissoras internacionais que obtivessem uma licença na Turquia em fevereiro. A mídia disse que se recusou a se inscrever, citando preocupações com censura do regulador turco.

"Tínhamos delineado em uma extensa correspondência e até em uma conversa pessoal com o presidente da autoridade de controle de mídia por que a DW não poderia solicitar tal licença. Por exemplo, mídia licenciada na Turquia é obrigada a excluir conteúdo on-line que o RTÜK interpreta como inapropriado. Isso é simplesmente inaceitável para uma emissora independente", disse o diretor-geral da DW, Peter Limbourg.

Limbourg acrescentou que a DW entraria com uma ação legal contra o bloqueio.
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, gesticula durante negociações entre Rússia e Ucrânia, em Istambul, 29 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.06.2022
Panorama internacional
Turquia não se juntará às sanções contra a Rússia, diz porta-voz de Erdogan

Bloqueio a mídias russas

Antes mesmo do início da operação militar especial russa na Ucrânia, no dia 24 de fevereiro, os EUA e seus aliados iniciaram a aplicação de sanções contra Moscou, aceleradas após o anúncio da ação. Entre as medidas estão restrições econômicas às reservas internacionais russas e a suas exportações de petróleo, aço e ferro.
Além disso, a União Europeia censurou o acesso às mídias russas Sputnik e RT em seu território. Facebook, Instagram (estas pertencentes à empresa extremista Meta, banida no território da Rússia), YouTube e Twitter também restringiram o acesso a páginas e links de veículos estatais russos. No caso do YouTube, todas essas mídias foram banidas da plataforma.
Ponte entre a cidade estoniana de Narva e a russa Ivangorod - Sputnik Brasil, 1920, 01.07.2022
Panorama internacional
'Aqui todos estão do lado russo': mídia dinamarquesa dá voz a apoiadores de Moscou na Estônia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала