Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chinesa Honor suspende fornecimento de smartphones à Rússia, diz mídia

© AP Photo / Andy WongMulher com máscara usando smartphone com propaganda da 5G da Huawei
Mulher com máscara usando smartphone com propaganda da 5G da Huawei - Sputnik Brasil, 1920, 30.06.2022
Nos siga noTelegram
A companhia chinesa de tecnologia Honor suspendeu o fornecimento oficial de smartphones para a Rússia, segundo a mídia local. A empresa ainda não emitiu nenhum posicionamento sobre a questão.
Conforme publicou o jornal russo Vedomosti, citando fontes, o fornecimento foi suspenso em março. A Honor é uma das maiores empresas chinesas do setor, sendo uma das líderes do mercado de smartphones da China.
Apesar do corte, uma das fontes afirmou à publicação que a companhia chinesa estava procurando mais parceiros na Armênia, na Geórgia e no Uzbequistão. Essa procura por parcerias na região pode indicar que a empresa tem intenções de fornecer aparelhos ao mercado russo por meio de importações paralelas.
Após o início da operação militar russa na Ucrânia, outra gigante chinesa do setor, a Huawei, também afirmou que reduziria suas atividades na Rússia. A companhia justificou a mudança citando problemas de logística e queda na demanda.
© AP Photo / Mark SchiefelbeinÍcones dos aplicativos TikTok e WeChat na tela de um smartphone em Pequim, China
Ícones dos aplicativos TikTok e WeChat na tela de um smartphone em Pequim, China. Foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 30.06.2022
Ícones dos aplicativos TikTok e WeChat na tela de um smartphone em Pequim, China. Foto de arquivo
Desde o anúncio da operação militar no país vizinho, a Rússia tem sofrido uma série de sanções econômicas lideradas pelos Estados Unidos e pela União Europeia (UE). As medidas incluem restrições aos produtos russos no setor de energia, assim como o congelamento de reservas financeiras em moedas como o euro e o dólar.
Em meio às restrições aplicadas em volume sem precedentes, várias empresas decidiram encerrar ou reduzir as atividades no país. Entre elas estão a Mastercard, a Visa, a Apple, a Sony, a Netflix e o McDonald's.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала