Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ao comentar novo conceito da OTAN, MRE chinês chama o bloco de 'desafio sistemático a paz mundial'

© AP Photo / Andy WongO porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, gesticula enquanto fala durante um briefing diário em seu ministério em Pequim, 24 de fevereiro de 2020
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, gesticula enquanto fala durante um briefing diário em seu ministério em Pequim, 24 de fevereiro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 30.06.2022
Nos siga noTelegram
A OTAN representa um desafio sistemático a paz e estabilidade em todo o mundo, afirmou em coletiva de imprensa na quinta-feira (30) o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Zhao Lijian.

"A própria OTAN é um desafio sistemático a paz e estabilidade em todo o mundo", afirmou o diplomata ao comentar o novo conceito estratégico da aliança.

Segundo Zhao Lijian, a OTAN afirma ser uma organização defensiva, mas, de fato, continua espalhando sua influência por mais regiões do mundo, provocando guerras por todo o lado. O porta-voz chinês destacou que "a OTAN tem o sangue dos povos do mundo em suas mãos".

"O povo chinês não se esquecerá do crime da OTAN, liderada pelos Estados Unidos, que bombardeou a Embaixada da China há 23 anos [trata-se do bombardeio da embaixada chinesa em Belgrado em 1999]. Agora, a OTAN mais uma vez estendeu suas mãos à região da Ásia-Pacífico, tentando sem sucesso exportar a mentalidade da Guerra Fria e o confronto dos blocos", afirmou.

Embaixador da China Zhang Jun em sessão no Conselho de Segurança da ONU no dia 25 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2022
Panorama internacional
OTAN não deve usar Ucrânia como 'desculpa' para criar nova Guerra Fria, diz China na ONU
Em seu novo conceito estratégico, a OTAN declara que as políticas chinesas contradizem os interesses e valores da organização.
O novo conceito estratégico da OTAN foi aprovado até 2030 na cúpula da aliança em Madri, sendo um documento-chave da aliança. Nele são confirmados os valores da OTAN e seus objetivos. O documento também contém uma avaliação coletiva da situação na esfera de segurança. "A China exibe suas ambições e conduz uma política que contradiz nossos interesses, nossa segurança e nossos valores", salienta-se no conceito.
Segundo a OTAN, a China utiliza um conjunto de medidas políticas, econômicas e militares "para fortalecer sua presença no mundo". Na aliança destacaram que as intenções chinesas e os objetivos do seu fortalecimento militar se tornaram obscuros. "Suas ações híbridas maliciosas ou ações no ciberespaço, a retórica hostil e a desinformação são destinadas contra os [nossos] aliados e representam uma ameaça para a aliança", segundo o conceito estratégico da OTAN.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала