Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Por 12 votos, Guillermo Lasso escapa de processo de impeachment na Assembleia do Equador

© AP Photo / Dolores OchoaO presidente do Equador, Guillermo Lasso, fala ao entregar um projeto de lei com reformas econômicas, tributárias e trabalhistas, em Quito, Equador, 24 de setembro 2021
O presidente do Equador, Guillermo Lasso, fala ao entregar um projeto de lei com reformas econômicas, tributárias e trabalhistas, em Quito, Equador, 24 de setembro 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 29.06.2022
Nos siga noTelegram
Assembleia Nacional do Equador não conseguiu obter os 92 votos necessários para destituir o presidente Guillermo Lasso, um pedido feito pela bancada União pela Esperança (Unes), do ex-presidente Rafael Correa (2007-2017).
"Temos a seguinte votação: 80 votos afirmativos, 48 negativos, 9 abstenções", disse o secretário da Assembleia, Álvaro Salazar, ao ler o resultado da votação, da qual participaram os 137 parlamentares da Assembleia Nacional do Equador.
Estes resultados finais surgiram após um pedido de reconsideração feito pelo deputado Fernando Flores, do bloco legislativo governista para a primeira votação, depois de três deputados desse grupo e uma da Esquerda Democrática terem denunciado que votaram contra a destituição de Lasso, mas seu voto tinha sido registrado como favorável.
A sessão desta terça-feira (28) terminou depois de mais de oito horas de trabalho.
Durante três dias, a legislatura debateu o pedido da deputada Patricia Núñez, do bloco legislativo de Correa, para ativar o artigo 130, número 2 da Constituição equatoriana para destituir o presidente, devido a uma grave crise política e comoção interna.
O mecanismo constitucional para destituir o presidente da república não poderá ser acionado novamente pelo Legislativo durante o governo Lasso, que termina em 2025.
Guardas prisionais atentos aos acontecimentos durante motim na prisão Litoral de Guayaquil, no Equador - Sputnik Brasil, 1920, 27.06.2022
Panorama internacional
Crise social no Equador pode interromper a produção de petróleo nas próximas 48 horas
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала