Governo dos EUA aponta prontidão de combate precária e frota de caças em ruínas

© Foto / James MerrimanUm caça F/A-18F Super Hornet da Marinha dos EUA em missão de apoio da Operação Resolução Inerente com um novo sensor infravermelho, 30 de setembro de 2020
Um caça F/A-18F Super Hornet da Marinha dos EUA em missão de apoio da Operação Resolução Inerente com um novo sensor infravermelho, 30 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 29.06.2022
Nos siga noTelegram
O novo relatório do Escritório de Contabilidade do Governo (GAO, na sigla em inglês) dos EUA apontou um estado precário e preocupante das principais aeronaves norte-americanas.
De acordo com o relatório, dos 186 caças F-22, apenas 93 estão prontos para realizarem missões.
O GAO também apontou que as aeronaves avaliadas, como os F-22 raptor e F/A-18E/F Super Hornet, apresentaram as piores taxas de confiabilidade desde 2015.
A frota da Marinha norte-americana, por exemplo, opera com 530 Super Hornets, contudo, apenas 267 deles estariam prontos para o combate.
Força Aérea dos EUA durante chegada a Bagdá, no Iraque (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 21.06.2022
Panorama internacional
Membro da Força Aérea dos EUA é preso por suposta conexão com ataque a base norte-americana na Síria
Sendo assim, as frotas da Força Aérea e da Marinha podem contar apenas com 75% das aeronaves para futuras missões reais.
Os EUA seguem buscando novos conceitos para combater a China, algo que exigirá um grande esforço no Pacífico, contudo, se um conflito ocorresse, mesmo com superioridade numérica os norte-americanos estariam em desvantagem devido a uma frota aérea em ruínas, ressalta o portal Popular Mechanics.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала