Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Com ações provocativas, EUA empurram Kiev para homicídios de civis em massa, diz embaixador russo

© AP Photo / Alexander ZemlianichenkoAnatoly Antonov, embaixador russo nos EUA, em Moscou, na Rússia, no dia 20 de julho de 2018
Anatoly Antonov, embaixador russo nos EUA, em Moscou, na Rússia, no dia 20 de julho de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos, ao enviar para a Ucrânia cada vez mais armas e ao fornecer dados de inteligência, empurram o regime de Kiev a matar civis em massa, afirmou o embaixador russo em Washington, Anatoly Antonov.
"A Administração [Biden] está aumentando a entrega de armas a Kiev. Se antes forneciam sistemas de defesa antiaérea portáteis e mísseis antitanque, agora o caso chegou à artilharia pesada, a lançadores múltiplos de foguetes e, pelo visto, a meios de defesa antiaérea. Mais do que isso, os americanos compartilham com o Exército ucraniano dados de inteligência, aconselham como agir no campo de batalha", cita suas palavras no Telegram a missão diplomática.
"Em essência, através de seus passos provocativos, Washington está empurrando o regime de Kiev para homicídios em massa de civis", ressaltou o embaixador russo.
Anatoly Antonov acrescentou que o fato de "a Ucrânia estar sendo inundada de armas de forma irresponsável" aumenta a espiral de conflito, ameaçando uma maior escalada com consequências imprevisíveis. Ainda de acordo com o embaixador, os EUA são também coniventes com o contínuo envio de mercenários para a Ucrânia. Na sua opinião, as autoridades em Washington "seguem sendo incapazes de avaliar claramente todos os perigos de seus passos".
"Tal linha está criando riscos adicionais nas relações entre as maiores potências nucleares", resumiu o diplomata.
Dmitry Medvedev, vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, durante reunião em 7 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.06.2022
Panorama internacional
Medvedev: qualquer tentativa de atacar a Crimeia é ataque à Rússia e pode levar à 3ª Guerra Mundial
Recentemente, o Pentágono revelou o conteúdo do novo pacote de assistência militar para a Ucrânia. Kiev deve receber mais quatro sistemas HIMARS, 18 embarcações de patrulha e 36 mil munições de artilharia, entre outros meios.
Ao longo da presidência de Joe Biden, os EUA têm fornecido a Kiev uma ajuda militar avaliada em US$ 6,8 bilhões (R$ 35,6 bilhões). Destes, US$ 6,1 bilhões (R$ 31,9 bilhões) foram alocados desde 24 de fevereiro, ou seja, desde o início da operação militar russa na Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала