Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Boris Johnson recebe carta de ministro britânico pedindo mais dinheiro para defesa, diz mídia

© AFP 2022 / Dan Kitwood Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson em uma coletiva de imprensa durante uma reunião dos chefes de governo da Comunidade das Nações, 24 de junho de 2022
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson em uma coletiva de imprensa durante uma reunião dos chefes de governo da Comunidade das Nações, 24 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 28.06.2022
Nos siga noTelegram
O ministro da Defesa britânico, Ben Wallace, pediu ao primeiro-ministro do país Boris Johnson para aumentar o orçamento de defesa, comunica Daily Mail.
Em carta ao premiê britânico, o ministro da Defesa, Ben Wallace, se dirigiu a Boris Johnson com o pedido de aumentar as despesas militares no orçamento militar até o ano de 2028, segundo o tabloide Daily Mail.
Na carta obtida pela mídia, Wallace pede mais 10 bilhões de libras esterlinas (R$ 64,4 bilhões) por ano para despesas militares. Além disso, espera-se que o ministro britânico peça também para aumentar o orçamento anual de defesa de 2% do PIB para 2,5% até 2028.
Na carta ao primeiro-ministro, diz a edição, Wallace enumerou as desvantagens significativas nas capacidades de defesa do Reino Unido, incluindo a falta de drones, pilotos e pessoas para servirem em submarinas nucleares.
"Espera-se que o ministro da Defesa saliente que agora, com a mudança de ameaça, os Estados devam estar prontos a investir para garantir nossa segurança", comunicou ao tabloide uma fonte.
O secretário de Defesa do Reino Unido, Ben Wallace (à esquerda), caminha ao lado do chefe do Estado-Maior de Defesa britânico, almirante Sir Anthony Radakin, em Londres, 13 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.06.2022
Panorama internacional
Reino Unido levará 'alguns anos' para repor estoques de armas enviadas à Ucrânia, diz MD britânico
Wallace e o novo chefe do Estado-Maior das Forças Armadas britânicas, Patrick Sanders, estão com discurso marcado para esta terça-feira (28), em que destacarão a necessidade de fortalecer as Forças Armadas nacionais.

"Não participamos do conflito, mas devemos agir de maneira rápida para não sermos envolvidos por causa de nossa incapacidade de conter a expansão territorial", cita a edição as palavras do discurso de Sanders que ele deve apresentar nesta terça-feira (28).

Desde o início da operação militar especial russa, o Reino Unido tem fornecido à Ucrânia vários armamentos, incluindo lançadores de granadas antitanque, veículos blindados, sistemas antiaéreos e outros. Anteriormente foi comunicado que o Reino Unido estava negociando com Washington um plano de fornecimento à Ucrânia de M270 MLRS de fabricação americana.
Ainda por cima, o Reino Unido alocou 1,3 bilhão de libras esterlinas ($R 8,4 bilhões) para apoiar a Ucrânia e forneceu ao país artilharia de longo alcance, mísseis superfície-navio e drones.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала