Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Blinken: EUA devem fazer mais em prol da segurança alimentar global; Biden anuncia ações 'em breve'

© AP Photo / Hamish BlairO secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, participa da conferência de imprensa dos ministros das Relações Exteriores do Quad em Melbourne, sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, participa da conferência de imprensa dos ministros das Relações Exteriores do Quad em Melbourne, sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.06.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos farão mais esforços para anunciar o apoio à segurança alimentar global nas próximas semanas e meses, inclusive pelo presidente Joe Biden durante a cúpula do G7 que acontece na Alemanha, disse o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, nesta segunda-feira (27).

"Desde que a operação russa começou em fevereiro, os Estados Unidos comprometeram quase US$ 2,8 bilhões [R$ 14,67 bilhões] em assistência alimentar de emergência. Poderemos fazer ainda mais nas próximas semanas e meses, e você pode esperar mais anúncios de nosso apoio adicional em breve, inclusive do presidente na reunião do G7", declarou Blinken em comunicado.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, fala durante coletiva de imprensa em Viena, Áustria, 11 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.06.2022
Panorama internacional
Guterres aponta risco de fome em diversas regiões neste ano e alerta: '2023 será ainda pior'
Blinken observou que os Estados Unidos também têm US$ 5,5 bilhões (R$ 28,81 bilhões) em novos financiamentos para a segurança alimentar global, que foram aprovados pelo Congresso no mês passado.
O secretário atribuiu a responsabilidade pela instabilidade do mercado global de alimentos à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, alegando especificamente que as forças russas bloquearam a exportação de grãos dos portos do mar Negro.
O chefe das Relações Exteriores da União Europeia (UE), Josep Borrell, fala à imprensa durante reunião do Conselho de Relações Exteriores da UE no edifício do Conselho em Luxemburgo, 20 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Panorama internacional
Crise de abastecimento: UE diz que alimentos e fertilizantes russos estão livres de sanções
Em contrapartida, a Rússia negou as alegações e disse que o mar Negro foi fortemente minado por ucranianos.
No entanto, Moscou garantiu pelo menos dois corredores marítimos seguros para alimentos e outras exportações.
O presidente russo, Vladimir Putin, disse no início de junho que não há barreiras à exportação de grãos da Ucrânia, exceto pelo perigo de minas não desativadas.
Josep Borrell, chefe das Relações Exteriores da União Europeia, fala à imprensa em Bruxelas, Bélgica, 31 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.06.2022
Panorama internacional
Bruxelas diz estar trabalhando para impedir que as sanções não ameacem a segurança alimentar global
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала