Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA e Alemanha defendem solução diplomática para conflito na Ucrânia

© AP Photo / Brendan SmialowskiO presidente dos EUA, Joe Biden, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, durante a cúpula do G7 na Alemanha, 26 de junho de 2022
O presidente dos EUA, Joe Biden, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, durante a cúpula do G7 na Alemanha, 26 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.06.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos e a Alemanha estão unidos na necessidade de uma solução diplomática para o conflito na Ucrânia, declarou um alto funcionário da Casa Branca.
Contradizendo as declarações anteriores de Josep Borrell, que assegurou que o conflito deve ser resolvido no campo de batalha, para que a União Europeia (UE) forneça ajuda militar a Kiev, Washington e Berlim estariam buscando uma saída diplomática para o conflito europeu.
Segundo o funcionário da Casa Branca, ambas as lideranças agora têm "a mesma abordagem geral para uma solução diplomática do conflito ucraniano", disse a autoridade a repórteres após uma reunião cara a cara entre os líderes dos dois países na véspera da cúpula do G7. Ele enfatizou que tanto o presidente dos EUA, Joe Biden, quanto o chanceler alemão, Olaf Scholz, continuam comprometidos em ajudar a Ucrânia no campo da segurança.
Ele observou que ambos os líderes "concordam com o presidente [ucraniano] Vladimir Zelensky que, em última análise, uma solução negociada para este conflito deve ser encontrada".
Em abril, o chefe das Relações Exteriores da UE, Josep Borrell, escreveu no Twitter que "esta guerra deve ser vencida no campo de batalha", e lembrou que o bloco destinou € 500 milhões (cerca de R$ 2,7 bilhões) para fornecer armas a Kiev.
A cúpula do G7 (grupo formado por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) acontece sob a presidência da Alemanha, de 26 a 28 de junho, no castelo de Elmau, na Baviera. Entre os convidados deste evento estão os líderes do Senegal, África do Sul, Argentina, Índia e Indonésia. O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, deve participar virtualmente da reunião.
Manifestantes contra a cúpula do G7 em Munique, na Alemanha, usam máscaras do presidente dos EUA, Joe Biden, e do presidente francês, Emmanuel Macron, em 25 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.06.2022
Panorama internacional
Polícia da Alemanha detém 9 manifestantes que protestavam contra a cúpula do G7
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала