Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Coreia do Norte denuncia 'agressão' dos EUA e diz que norte-americanos visam 'outra guerra'

© AP Photo / Ahn Young-joonLíder da Coreia do Norte, Kim Jong-um, em um programa de notícias na televisão transmitido na Coreia do Sul
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-um, em um programa de notícias na televisão transmitido na Coreia do Sul  - Sputnik Brasil, 1920, 26.06.2022
Nos siga noTelegram
No 72º aniversário da eclosão da Guerra da Coreia, Pyongyang condenou os "movimentos de agressão" de Washington e Seul, prometendo se vingar.
A agência de notícias estatal norte-coreana KCNA publicou na madrugada deste domingo (26) um relatório sobre o 72º aniversário do início da Guerra da Coreia (1950-1953).
O comunicado informa que várias organizações de trabalhadores realizaram reuniões para "jurar vingança contra os imperialistas norte-americanos", culpando os Estados Unidos pelo início do conflito na península coreana.
De acordo com a publicação, Pyongyang denunciou Washington sobre o que chamou de "movimentos de agressão" realizados com a Coreia do Sul e o Japão, e disse que o esforço dos EUA para implantar "ativos estratégicos" em Seul visava "provocar outra guerra".
Guardas de honra sul-coreanos seguram bandeiras das nações aliadas da ONU durante uma cerimônia que marca o 72º aniversário do início da Guerra da Coreia de 1950-1953 em Seul em 25 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.06.2022
Panorama internacional
No 72º aniversário da Guerra da Coreia, Seul adverte a Pyongyang: paz será obtida por meio da força
Os ativos estratégicos geralmente podem incluir porta-aviões, aviões bombardeiros de longo alcance ou submarinos de mísseis.

"Esse comportamento insolente dos fãs dos EUA é a raiva e a vingança do povo coreano", escreve a KCNA.

O presidente sul-coreano Yoon Suk-yeol e o presidente dos EUA, Joe Biden, concordaram em maio em implantar mais armas dos EUA se fosse necessário para deter Pyongyang.
O aniversário 72º aniversário do início da Guerra da Coreia ocorreu em meio a preocupações de que a Coreia do Norte poderia realizar o que seria seu sétimo teste nuclear.
Autoridades norte-americanas e sul-coreanas sustentam que os testes poderiam ocorrer "a qualquer momento" dentro dos próximos dias.
Demolição de instalações auxiliares do polígono nuclear de Punggye-ri, no norte da Coreia do Norte (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 22.06.2022
Panorama internacional
Mídia: Pyongyang adiou 7º teste nuclear em meio a preocupações com a COVID-19 e planos da China
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала