Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

'Obrigado, Macron!': político francês zomba de ucranianos que abandonaram howitzers fornecidos

CC BY-SA 3.0 / Selvejp / Obuseiro autopropulsado Caesar de 155 mm
Obuseiro autopropulsado Caesar de 155 mm - Sputnik Brasil, 1920, 25.06.2022
Nos siga noTelegram
Um político do partido de direita francês Reagrupamento Nacional atirou em jeito de gozação contra o fornecimento de armas à Ucrânia, que levou à captura de dois howitzeres Caesar pela Rússia.
Jean-Michel Cadenas, político da França e candidato do Reagrupamento Nacional (Rassemblement National, em francês) de extrema-direita para as eleições presidenciais de 2022, criticou os militares ucranianos por terem abandonado dois howitzers César franceses no campo de batalha.
"A Rússia recuperou, entre outras coisas, dois dos primeiros seis howitzers César enviados pela França [para a Ucrânia]! Em perfeito estado de funcionamento, os ucranianos partiram tão rapidamente [das suas posições] que não tiveram tempo de os destruir ou atacar!" escreveu Cadenas na sua conta Twitter.
Cadenas, ex-oficial do Exército francês, também criticou Emmanuel Macron, presidente da França, por os ter enviado em primeiro lugar, afirmando que as armas serão "dissecadas, estudadas, copiadas e melhoradas" pela Rússia, e acrescentando sarcasticamente: "Obrigado, Macron!
Militares dos EUA perto de um lançador múltiplo de foguetes M142 HIMARS (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 10.06.2022
Panorama internacional
Com entrega de armas à Ucrânia, OTAN receia que Rússia possa obter tecnologias ocidentais
A empresa militar russa Uralvagonzavod, que está estudando o equipamento militar, também enviou seus cumprimentos ao presidente francês.
"Enviamos palavras de agradecimento ao presidente Macron pelos howitzers doados. O equipamento militar não é nada de especial, nada como os nossos MSTA-S. No entanto, eles vêm a calhar. Enviem mais, desmontaremos"!, escreveu a empresa no Telegram.
Moscou advertiu repetidamente os países ocidentais a não enviarem armas para a Ucrânia, avisando que Kiev poderia não ter controle sobre onde elas vão parar, incluindo nas mãos de terroristas que procuram comprometer a segurança europeia. O Kremlin também sublinhou que o fornecimento de armas a Kiev prolonga desnecessariamente o conflito na Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала