Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Em Teerã, UE e Irã afirmam que negociações sobre acordo nuclear serão retomadas 'nos próximos dias'

© AFP 2022 / Atta KenareO ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, se encontra com Josep Borell, Alto Representante da União Europeia para Relações Exteriores e Política de Segurança, na sede do Ministério das Relações Exteriores, Teerã em 25 de junho de 2022
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, se encontra com Josep Borell, Alto Representante da União Europeia para Relações Exteriores e Política de Segurança, na sede do Ministério das Relações Exteriores, Teerã em 25 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.06.2022
Nos siga noTelegram
Josep Borrell, chefe Política Externa da UE, foi a Teerã neste sábado (25) e ambas as partes anunciaram que as negociações para o acordo serão retomadas muito brevemente, com Irã destacando que "os benefícios econômicos iranianos do acordo de 2015" devem voltar a valer.
Após o encontro, a República Islâmica e a autoridade europeia disseram que as tratativas para reviver o acordo nuclear serão retomadas em um futuro bem próximo, segundo a Reuters.
"Estamos preparados para retomar as negociações nos próximos dias. O importante para o Irã é receber plenamente os benefícios econômicos do acordo de 2015", disse o ministro das Relações Exteriores, Hossein Amirabdollahian, acrescentando que teve uma "reunião longa, mas positiva" com Borrell.
Já do lado europeu, o chefe da Política Externa do bloco disse que "esperamos retomar as negociações nos próximos dias e quebrar o impasse. Já se passaram três meses e precisamos acelerar o trabalho. Estou muito feliz com a decisão tomada em Teerã e Washington".
© AFP 2022 / Atta KenareO ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, participa de uma entrevista coletiva com Josep Borell, Alto Representante da União Europeia para Relações Exteriores e Política de Segurança (E) na sede do Ministério das Relações Exteriores na capital do Irã, Teerã, em 25 de junho de 2022
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, participa de uma entrevista coletiva com Josep Borell, Alto Representante da União Europeia para Relações Exteriores e Política de Segurança (E) na sede do Ministério das Relações Exteriores na capital do Irã, Teerã, em 25 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.06.2022
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, participa de uma entrevista coletiva com Josep Borell, Alto Representante da União Europeia para Relações Exteriores e Política de Segurança (E) na sede do Ministério das Relações Exteriores na capital do Irã, Teerã, em 25 de junho de 2022
Borrell também complementou afirmando que "concordamos com a retomada das negociações entre Irã e EUA nos próximos dias, facilitadas por minha equipe, para resolver as últimas questões pendentes. E os próximos dias significam próximos dias. Quero dizer, rapidamente, imediatamente".
O pacto parecia perto de ser revivido em março, quando a UE – que está coordenando as negociações – convidou ministros das Relações Exteriores que representam as partes do acordo em Viena para finalizar as tratativas após 11 meses de conversas indiretas entre Teerã e o governo Biden.
Bandeira do Irã ondula em frente ao prédio da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Viena, Áustria, 17 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.05.2022
Panorama internacional
União Europeia tenta salvar acordo nuclear do Irã em meio à falta de fornecedores de petróleo bruto
Mas desde então, as negociações ficaram paralisadas, principalmente devido à insistência iraniana para que Washington remova o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês) da lista da Organização Terrorista Estrangeira dos EUA (FTO, na sigla em inglês).
Duas autoridades, uma iraniana e uma europeia, disseram à Reuters antes da viagem de Borrell que "duas questões, incluindo uma sobre sanções, ainda precisam ser resolvidas", comentários que a chancelaria iraniana não confirmou nem negou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала