Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

FMI diz que apoia revisão de tarifas dos EUA à China para combater inflação global

© AP Photo / Cliff OwenA matriz do Fundo Monetário Internacional (FMI), na capital dos EUA, Washington D.C (foto de arquivo)
A matriz do Fundo Monetário Internacional (FMI), na capital dos EUA, Washington D.C (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 24.06.2022
Nos siga noTelegram
O Fundo Monetário Internacional (FMI) apoia a consideração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de suspender as tarifas impostas à China, nos últimos cinco anos, para ajudar a combater o aumento da inflação, disse a diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva, nesta sexta-feira (24).
"Apoiamos as considerações do governo [norte-americano] para eliminar as tarifas que foram implementadas, porque ajudaria na luta contra a inflação", disse Georgieva, durante entrevista coletiva.
Conforme publicado pelo portal Axios, em 14 de junho, a administração de Biden está ponderando retirar algumas das tarifas impostas à China por seu antecessor, Donald Trump (2017-2021).
O presidente americano discutiu a questão com alguns membros-chave de seu gabinete, segundo a mídia. Ainda não há uma decisão final, mas o governo deverá fazer um anúncio oficial até o fim de junho, de acordo com as fontes do portal.
O primeiro passo seria o Escritório do Representante Comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês) começar um "processo de exclusões" para determinar se alguns itens, como bicicletas, devem ser isentos de tarifas. Ao mesmo tempo, a Casa Branca provavelmente manteria as tarifas de aço, alumínio e outros grandes bens industriais.
© AP Photo / Jose Luis MaganaA chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, durante pronunciamento
A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, durante pronunciamento. - Sputnik Brasil, 1920, 24.06.2022
A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, durante pronunciamento. Foto de arquivo
A porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, classificou as tarifas de Trump como "irresponsáveis", afirmando que a medida não contribui para "a segurança econômica ou nacional" e que o objetivo deve ser defender os interesses dos trabalhadores dos EUA.
Segundo um estudo do think tank americano Peterson Institute for International Economics (PIIE, na sigla em inglês), cortar tarifas sobre a China seria apenas o começo para reduzir a inflação. O levantamento aponta que a retirada das restrições reduziriam o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês), dos EUA, em 0,26 ponto percentual.
Presidente da República Jair Bolsonaro, durante encontro com o Presidente dos Estados Unidos da América, Senhor Joe Biden - Sputnik Brasil, 1920, 24.06.2022
Notícias do Brasil
Indicada de Biden para Embaixada no Brasil recebe status 'não favorável' pelo Senado dos EUA
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала