Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA vão retirar as FARC da lista de organizações terroristas, diz jornal

© AFP 2022 / Luis AcostaGuerrilha das FARC em frente a um cartaz criticando o Plano Colômbia
Guerrilha das FARC em frente a um cartaz criticando o Plano Colômbia - Sputnik Brasil, 1920, 23.11.2021
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos retirarão o nome das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) da lista de organizações consideradas terroristas.
De acordo com informações publicadas pelo Wall Street Journal nesta terça-feira (23), o governo dos EUA notificou o Congresso que removerá a designação oficial de grupo terrorista das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).
A decisão acontece na véspera do quinto aniversário do pacto de paz entre o governo colombiano e as FARC, que desarmou a organização após décadas de combates.
De acordo com a publicação, o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, disse que notificou o Congresso sobre as "próximas ações" relacionadas às FARC.
"O processo de paz e a assinatura do acordo de paz há cinco anos é algo que foi um ponto de inflexão seminal, de certa forma, no conflito de longa data da Colômbia", disse Price.
Os Estados Unidos designaram oficialmente as FARC como organização terrorista estrangeira em 1997. Em 24 de novembro de 2016, após negociações em Cuba, o grupo guerrilheiro assinou um acordo de paz com o então presidente colombiano Juan Manuel Santos.
O acordo de paz "colocou a Colômbia no caminho de uma paz justa e duradoura. Portanto, continuamos totalmente comprometidos em trabalhar com nossos parceiros colombianos na implementação do acordo de paz", concluiu o porta-voz.

A nova FARC

O grupo começou a se desmobilizar logo depois da assinatura do acordo, com 13 mil homens e mulheres entregando suas armas. Conforme estabelecido no tratado, a guerrilha se transformou em um partido político, cujo nome é Partido do Povo Comum.
© REUTERS / Kevin LamarqueO então presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, entrega ao ex-líder norte-americano, Barack Obama, uma cópia do Acordo Final de Paz entre o governo colombiano e o grupo rebelde FARC, 21 de setembro de 2016
O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, entrega ao ex-líder norte-americano, Barack Obama, uma cópia do Acordo Final de Paz entre o governo colombiano e o grupo rebelde Farc, 21 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil, 1920, 23.11.2021
O então presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, entrega ao ex-líder norte-americano, Barack Obama, uma cópia do Acordo Final de Paz entre o governo colombiano e o grupo rebelde FARC, 21 de setembro de 2016. Foto de arquivo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала