Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Gazprom avisa Moldávia que fornecimento de gás será parado em 48 horas por falta de pagamento

© AFP 2022 / Kirill KudryavtsevLogotipo da Gazprom, empresa de energia russa, em posto de combustível de Moscou, Rússia, 16 de abril de 2021
Logotipo da Gazprom, empresa de energia russa, em posto de combustível de Moscou, Rússia, 16 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 22.11.2021
Nos siga noTelegram
A empresa estatal de gás natural da Rússia disse que o prazo de pagamento do gás natural fornecido à Moldávia terminou hoje (22), e, por isso, seu bombeamento cessará em 48 horas.
A Gazprom, empresa estatal de gás natural da Rússia, comunicou ao canal Rossiya 24 que parará o fornecimento de gás à Moldávia, depois que Chisinau falhou o prazo de pagamento, o qual terminava na segunda-feira (22).

"Tendo em conta a situação difícil, muito difícil na situação econômica e financeira da Moldávia, desejando que a Moldávia tenha a possibilidade de cumprir suas obrigações de pagamento relativamente à Gazprom, e também tendo em conta a posição do presidente da Rússia [Vladimir Putin], ao qual o lado moldavo por várias vezes pediu apoio, a Gazprom tomou a decisão de assinar o contrato praticamente nas condições da Moldávia, mas com uma condição importante: a Moldávia liquidará 100% dos pagamentos correntes dentro do prazo", anunciou Sergei Kupryanov, porta-voz da Gazprom.

"O novo prazo dos atuais pagamentos [é] hoje, 22 de novembro. Não há pagamento. Devido a isso, hoje a Gazprom, de acordo como contrato, comunicou ao lado moldavo que daqui a 48 horas o fornecimento de gás à Moldávia será parado", acrescentou.
Kupryanov expressou insatisfação por este desenvolvimento.
Construtor fala ao telefone ao lado de gasoduto da empresa russa Gazprom, em São Petersburgo, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 29.10.2021
Com 1ª entrega em novembro, Moldávia e Gazprom estendem contrato de fornecimento de gás por 5 anos
"A Gazprom está fortemente desapontada por a Moldávia não cumprir as suas obrigações referentes ao contrato de gás, que foi assinado praticamente nas suas condições", comentou.

Resposta da Moldávia

O Ministério das Infraestruturas da Moldávia indicou à Sputnik que o governo moldavo não recebeu aviso da possibilidade de corte de fornecimento de gás em caso de incumprimento do pagamento.

"Não recebemos tal aviso", disse o vice-primeiro-ministro Andrei Spynu.

Em 29 de outubro, a Gazprom e a Moldávia prorrogaram o contrato de fornecimento de gás ao país por mais cinco anos, começando em 1º de novembro. A empresa russa referiu que os lados assinaram um documento de regularização das questões correntes no âmbito do gás, e que as condições do novo contrato são mutuamente vantajosas.
Chisinau, por sua vez, informou que no novo contrato será utilizada a fórmula proposta pela Moldávia. Além disso, a dívida da empresa de gás moldava à Gazprom, Moldovagaz, será auditada em 2022. Planeja-se que, depois disso, a dívida será paga nos cinco anos seguintes, incluindo as multas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала