Chefe do Pentágono confirma fim da missão americana no Iraque até final de 2021

© AP Photo / Alex BrandonSecretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, durante briefing no Pentágono, EUA, 17 de novembro de 2021
Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, durante briefing no Pentágono, EUA, 17 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.11.2021
Nos siga noTelegram
No sábado (20), o chefe do Pentágono, Lloyd J. Austin, confirmou que a missão militar dos Estados Unidos no Iraque vai terminar até o fim deste ano.
Isso foi anunciado por ele durante uma reunião com o ministro da Defesa iraquiano, Jumah Inad.
"O secretário Austin confirmou que as forças americanas ficam no Iraque a convite do governo iraquiano para apoiar as forças de segurança do Iraque. Os EUA vão cumprir os compromissos que assumiram em julho de 2021 [...] incluindo os de até o final do ano não haver mais forças dos EUA no país com tarefas de combate", diz um trecho da nota do Pentágono.
O porta-voz do Pentágono, John Kirby, também notou que os lados discutiram a fase posterior da missão militar americana no país, que vai se focar em "consultoria, ajuda e troca de dados de inteligência" no âmbito do combate ao Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países).
Ressalta-se que Austin condenou novamente a recente tentativa de ataque contra a residência do primeiro-ministro iraquiano, Mustafa Al-Kadhimi, e expressou sua esperança que a formação do novo governo do país árabe decorra de maneira pacífica.
Joe Biden, presidente dos EUA, durante coletiva de imprensa em Washington, EUA, 6 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.11.2021
Biden diz que deu instruções à administração para 'defender a soberania e independência do Iraque'
O encontro entre os chefes da Defesa dos dois Estados ocorreu nas margens da conferência anual internacional de segurança regional "Diálogo de Manama" no Bahrein.
A intensão de terminar a participação de Washington das operações militares no território do Iraque foi anunciada primeiramente em 26 de julho de 2021. No mesmo dia, o presidente americano, Joe Biden, contou que a cooperação EUA-Iraque deve incluir o treinamento e formação das forças de Bagdá, sem participação em combates no Iraque.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала