- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quinta-feira, 18 de novembro

© AFP 2022 / CHRISTOPHE ARCHAMBAULTEx-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o candidato de esquerda Jean-Luc Melenchon, do movimento francês França Insubmissa, Paris, 17 de novembro de 2021
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o candidato de esquerda Jean-Luc Melenchon, do movimento francês França Insubmissa, Paris, 17 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Nos siga noTelegram
Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quinta-feira (18), marcada pela recepção de Lula na França, pelo desabamento de prédio no RJ e pelo compromisso dos EUA e China de ampliarem o prazo de vistos para jornalistas para um ano.

Prédio de 4 andares desaba na Zona Norte do RJ matando 1 e ferindo 3

Uma casa de quatro andares desabou no Morro do Salgueiro, na Zona Norte do Rio, na noite desta quarta-feira (17), informou a assessoria do Corpo de Bombeiros da Tijuca. Um homem sem identidade revelada morreu soterrado, três pessoas ficaram feridas. O desabamento ocorreu por volta das 20h00, na rua Francisco Graça. Os bombeiros dos quartéis da Tijuca, Vila Isabel, além do 1º e 2º Grupamentos de Socorro Florestal e Meio Ambiente foram acionados para o local. Após a localização da quarta pessoa vítima do acidente, os bombeiros passaram a utilizar drones e cães farejadores para fazer uma última varredura nos escombros e verificar que não há mais vítimas. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, também chegou ao local do desabamento e acompanhou o trabalho dos bombeiros. Uma perícia vai apurar as causas do acidente.
© Folhapress / Carlos Elias Junior /FotoarenaCasa desabada no Salgueiro RJ, 17 de novembro de 2021
Casa desabada no Salgueiro RJ, 17 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Casa desabada no Salgueiro RJ, 17 de novembro de 2021

Lula é recebido com honras militares por presidente Macron no Palácio do Eliseu

Ontem (17), o presidente da França, Emmanuel Macron, recebeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na residência oficial do chefe de Estado francês, o Palácio do Eliseu, em Paris. Um dos principais críticos do presidente Jair Bolsonaro na Europa, Macron recebeu Lula com honrarias reservadas a altas personalidades. A assessoria do presidente francês disse à CNN que a conversa durou cerca de uma hora e meia e que se focou em "geopolítica". Além disso, eles discutiram os desafios do mundo pós-pandemia e assuntos ambientais. O ex-presidente brasileiro escreveu no Twitter ter conversado sobre a fome e a pobreza, além da integração com a América Latina. O tour de Lula pela Europa começou na sexta-feira (12), na Alemanha, onde o petista se reuniu com o futuro chanceler alemão, Olaf Scholz. Na segunda-feira (15), Lula fez discurso no Parlamento Europeu, na Bélgica. Na noite de hoje (18), ele discursou também no Instituto de Estudos Políticos de Paris sobre sua visão do papel do Brasil "no mundo de amanhã". A viagem do ex-presidente prevê ainda uma passagem pela Espanha.

Carta branca do PL reabre caminho para filiar Bolsonaro

Nesta quarta-feira (17), o presidente nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, recebeu carta branca para negociar a entrada do presidente Jair Bolsonaro, reabrindo caminho para a filiação do chefe do Executivo à legenda. Uma reunião com todos os dirigentes estaduais do PL deu aval para o presidente da sigla renegociar os acordos feitos com partidos nos estados, principal obstáculo para a filiação de Bolsonaro. "O Partido Liberal está pronto e alinhado para receber o presidente da República, Jair Bolsonaro, em todos os estados", diz a nota divulgada pelo partido. Na semana passada, Bolsonaro anunciou que estava 99% fechado com a legenda, mas depois foi informado que a sua filiação foi adiada devido às divergências em palanques estaduais. Entretanto, o encontro de dirigentes do PL foi um sinal de que o partido está disposto a ceder em estados prioritários como São Paulo, conforme escreve o jornal Folha de São Paulo.
© REUTERS / ADRIANO MACHADOPresidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, durante reunião com parlamentares de seu partido, Brasília, 17 de novembro de 2021
Presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, durante reunião com parlamentares de seu partido, Brasília, 17 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, durante reunião com parlamentares de seu partido, Brasília, 17 de novembro de 2021

Crise migratória: policiais belarussos sofrem queimaduras após guardas fronteiriços da Polônia utilizarem produtos químicos

Nesta quarta-feira (17), vários policiais belarussos sofreram queimaduras químicas, depois que as forças de segurança polonesas utilizaram substâncias especiais contra os migrantes na fronteira entre os dois países, segundo a mídia belarussa. O incidente ocorreu no posto de controle de Bruzgi, de acordo com a emissora ONT, que compartilhou fotos de um homem com manchas vermelhas escuras e bolhas por toda a cabeça, pescoço e mãos. O canal de TV estatal Belarus 1 demonstrou um vídeo de funcionários médicos tratando um homem com queimaduras e pálpebras inchadas. Além disso, conforme o Ministério da Saúde belarusso, nove imigrantes na fronteira Belarus-Polônia pediram tratamento médico nas últimas 24 horas e dois deles foram hospitalizados. Milhares de imigrantes tentaram cruzar a fronteira da União Europeia na terça-feira (16). As forças polonesas utilizaram canhões de água e gás lacrimogênio contra eles, não obstante as baixíssimas temperaturas registradas na região. No mesmo dia, um departamento do Exército de Belarus informou que a polícia de segurança da Polônia utilizou produtos químicos tóxicos especiais contra os migrantes. As autoridades judiciárias de Belarus começaram uma investigação.
© REUTERS / Polícia da PolôniaGuardas de fronteira da Polônia utilizam canhões de água contra imigrantes que carregam um tronco de madeira em direção à cerca, Kuznica, Polônia, 16 de novembro de 2021
Guardas de fronteira da Polônia utilizam canhões de água contra imigrantes que carregam um tronco de madeira em direção à cerca, Kuznica, Polônia, 16 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Guardas de fronteira da Polônia utilizam canhões de água contra imigrantes que carregam um tronco de madeira em direção à cerca, Kuznica, Polônia, 16 de novembro de 2021

EUA e China chegam a acordo para facilitar regime de vistos para jornalistas

Nesta quarta-feira (17), o Ministério das Relações Exteriores da China disse que chegou a acordo com os EUA sobre a emissão de vistos de entrada múltipla de um ano para jornalistas. O Departamento de Estado norte-americano confirmou que os países alcançaram um compromisso mútuo de aumentar a validade dos vistos para jornalistas para um ano. O porta-voz do Conselho de Negócios EUA-China, Douglas Barry, disse à Sputnik que a decisão vai permitir aos países se entenderem melhor um ao outro. Saudando o progresso no assunto, ele notou ainda que os EUA veem isso como passos iniciais. "O acordo para acomodar jornalistas é importante porque ambos os países precisam se entender melhor um ao outro", conforme suas palavras. Ele disse lamentar que a mídia chinesa esteja sob censura, acrescentando que a medida vai preencher várias lacunas no conhecimento. "Algo é melhor do que nada. Os cidadãos americanos e agentes políticos precisam saber mais, não menos, sobre o que está acontecendo na China. As autoridades da China devem querer isso também", disse. As regras atuais permitem aos jornalistas da China exercer suas funções nos EUA apenas por 90 dias.
© AP Photo / Ng Han GuanGuarda no exterior do serviço consular da embaixada dos EUA em Pequim, China, 9 de novembro de 2021
Guarda no exterior do serviço consular da embaixada dos EUA em Pequim, China, 9 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Guarda no exterior do serviço consular da embaixada dos EUA em Pequim, China, 9 de novembro de 2021

Rússia e EUA estão cientes da necessidade de manter contatos Putin-Biden, diz embaixador russo

Tanto a Rússia, como os Estados Unidos entendem a necessidade de manter os contatos entre o presidente russo Vladimir Putin e o presidente norte-americano Joe Biden, mas é cedo demais para falar sobre planos concretos, disse o embaixador da Rússia nos EUA, Anatoly Antonov. O novo encontro Rússia-EUA sobre assuntos de estabilidade estratégica deve ocorrer proximamente, disse o embaixador. "A natureza abrangente das negociações nos permite discutir todos os fatores significativos da estabilidade estratégica: desde as armas convencionais às novas tecnologias", afirmou. Quanto à questão dos vistos, o diplomata relatou aos jornalistas que os Estados Unidos estão atrasando a emissão dos vistos ou autorizações de entrada para cerca de 100 funcionários da embaixada russa. Porém, apesar de todas as divergências existentes, o lado russo está orientado para um resultado positivo, e deseja "reduzir ao máximo o número de 'fatores irritantes', para procurar soluções mutuamente aceitáveis". O embaixador informou ainda que há progresso no diálogo russo-americano sobre assuntos do Ártico e agenda climática. "Há algum progresso quanto ao Ártico e ao clima. O diálogo econômico continua", disse ele.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала