Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Peixe do Pacífico com mais de 500 dentes surpreende ao trocar 20 deles por dia

CC BY-SA 3.0 / Fastily / Lingcod skeletonEsqueleto de um Ophiodon elongatus
Esqueleto de um Ophiodon elongatus - Sputnik Brasil, 1920, 17.11.2021
Nos siga noTelegram
Trata-se do lingcod, um peixe onívoro que vive desde o Alasca até o estado mexicano da Baixa Califórnia, e pode medir aproximadamente meio metro de comprimento.
Uma equipe de pesquisadores norte-americanos descobriu que uma espécie de peixe do Pacífico Norte tem a capacidade de mudar aproximadamente 20 dentes por dia, segundo a LiveScience.
Trata-se do lingcod, ou Ophiodon elongatus, um peixe onívoro que habita desde o Alasca até o estado mexicano da Baixa Califórnia, e pode medir aproximadamente meio metro de comprimento.
Sua cavidade bucal conta com mais de 500 dentes, dispostos em dois conjuntos de mandíbulas móveis, afirmou a National Geographic.
Este peixe tem centenas de dentes afiados, alguns quase microscópicos, incluindo em seu palato, que está coberto por pequenas formações dentárias.
CC BY-SA 2.5 / Magnus Kjaergaard / LingcodOphiodon elongatus
Ophiodon elongatus - Sputnik Brasil, 1920, 17.11.2021
Ophiodon elongatus
Os autores do estudo colocaram 20 peixes desta espécie em aquários, tingindo a água de vermelho para melhor marcar os dentes. Após duas semanas, repetiram o processo, porém com tinta verde.
No final do processo, os dentes "velhos" ficaram tingidos de vermelho, enquanto os novos, de verde.
Os pesquisadores também analisaram o esqueleto do peixe no microscópio e identificaram mais de 10 mil dentes nos 20 exemplares observados.
"Cada superfície óssea de sua boca está coberta de dentes", afirmou Karly Cohen, da Universidade de Washington, e uma das autoras do estudo, publicado na revista Proceedings of the Royal Society B.
Os especialistas estimam que nas mandíbulas faríngeas ocorra uma troca de dentes mais rápida que em outras partes da cavidade bucal.
Além disso, determinaram que a alimentação não influi na troca de dentes, embora estes caiam com maior frequência nas áreas onde ocorre mais força ao morder.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала