Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Frágeis e estranhos: exoplanetas de 'casca de ovo' são detectados orbitando estrelas distantes

© Foto / NASARepresentação artística de exoplaneta de "casca de ovo"
Representação artística de exoplaneta de casca de ovo - Sputnik Brasil, 1920, 17.11.2021
Nos siga noTelegram
De acordo com pesquisadores, os planetas deste tipo, localizados fora do nosso Sistema Solar, são similares à Terra nos seus primórdios e possuem elementos radiogênicos, que os aquecem a partir de seu interior.
Diversos estranhos "planetas de casca de ovo" foram detectados entre a rica diversidade de possíveis exoplanetas, segundo os cientistas da Universidade de Washington.
Os pesquisadores detalharam que estes mundos rochosos possuem uma camada exterior ultrafina e frágil, sendo pouco provável que contenham placas tectônicas, o que gera dúvidas sobre sua habitabilidade.
De acordo com Paul Byrne, geólogo e autor do estudo publicado na revista Geophysical Research: Planets, pelo menos três destes planetas já foram localizados durante estudos anteriores.
"Saber se existe a possibilidade de haver placas tectônicas é algo realmente importante para conhecer esses mundos, pois as placas tectônicas são necessárias para que um grande planeta rochoso seja habitável", afirmou Byrne.
Segundo Byrne, por isso é importante procurar mundos semelhantes à Terra em torno de outras estrelas e caracterizar sua habitabilidade.
Pintura do exoplaneta KELT-9b (um dos exoplanetas mais quentes do universo) que está localizado muito perto da sua estrela - Sputnik Brasil, 1920, 11.11.2021
Sociedade e cotidiano
Geólogos desenvolvem ferramenta que pode ajudar a achar exoplanetas semelhantes à Terra
Uma das principais características que tornaria um exoplaneta habitável é que seja rochoso, como a Terra, Marte ou Vênus, afirmaram os especialistas. Ao analisar os resultados da busca de tais planetas, a equipe efetuou diversas modelagens e estabeleceu como os "exoplanetas de casca de ovo" poderiam ser formados.
"A temperatura da superfície é o fator dominante, sendo ela que rege a espessura da camada frágil. Os planetas menores e mais antigos possuem apenas litosferas frágeis e grossas, parecidas com as de Mercúrio e Marte, enquanto os planetas maiores e mais jovens possuem litosferas frágeis mais finas, que podem ser comparadas às terras baixas de Vênus", indicou a equipe.
Contudo, os especialistas observaram que certas combinações destes parâmetros dão lugar a mundos com camadas frágeis excessivamente finas, com uma topografia pouco elevada e um ciclo de volatilidade e meteorização limitados.
A equipe determinou que estes exoplanetas são parecidos com as terras baixas de Vênus. A temperatura média da superfície de Vênus é de aproximadamente 471 graus Celsius.
Estas temperaturas significam que, em partes como as terras baixas, a litosfera de Vênus é muito fina, dando lugar a um terreno plano e quase sem características. Os "exoplanetas de casca de ovo" podem ser similares à Terra nos seus primórdios e possuem elementos radiogênicos, que os aquecem a partir de seu interior. Eles estão próximos de suas estrelas, o que provoca um efeito de estufa, como Vênus.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала