Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Israel nega acusação de espionagem contra casal preso após fotografar palácio de Erdogan

© AFP 2022 / KAYHAN OZER / Serviço público do presidente turcoPresidente turco Recep Tayyip Erdogan fala durante a reunião com investidores internacionais no Palácio presidencial em Ancara, Turquia, 2 de agosto de 2016
Presidente turco Recep Tayyip Erdogan fala durante a reunião com investidores internacionais no Palácio presidencial em Ancara, Turquia, 2 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil, 1920, 15.11.2021
Nos siga noTelegram
Na sexta-feira (12), um tribunal turco determinou que o casal israelense Mody e Natali Oknin deve permanecer sob custódia por mais 20 dias após ter supostamente fotografado a casa do presidente turco Recep Tayyip Erdogan.
No domingo (14), o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett declarou que o casal "não trabalha para qualquer agência israelense".
"Os escalões mais altos em Israel abordaram este assunto durante todo o fim de semana, liderados pelo Ministério das Relações Exteriores, e vão seguir trabalhando incansavelmente com o objetivo de encontrar uma solução o mais rápido possível", afirmou Bennett.
O presidente israelense, Isaac Herzog, e o ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid, também declararam que o casal não tem relação com qualquer agência de inteligência israelense, segundo o jornal The Time of Israel.
Por sua vez, os procuradores turcos argumentaram que o casal não estava em Istambul em uma "viagem inocente", como declarado pela defesa.
Os advogados citaram um representante na procuradoria turca, segundo o qual o casal estaria espionando quando fotografou o palácio do presidente turco a partir da Torre Camlica.
As fotos do palácio de Erdogan foram enviadas para uma terceira pessoa. A defesa declara que as fotos foram enviadas aos membros da família, sem o casal saber que a ação era ilegal na Turquia.
Avião de quinta geração F-35 dos EUA no porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth, no mar Mediterrâneo, 20 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.10.2021
Erdogan diz que país reaverá 'de uma forma ou outra' dinheiro pago aos EUA para comprar caças F-35
A mídia da Turquia reportou que um cidadão turco também foi preso juntamente com o casal.
A prisão ocorreu um mês depois de as autoridades turcas prenderem 15 supostos agentes de Mossad em uma operação secreta.
O jornal Daily Sabah publicou fotos dos suspeitos e uma entrevista onde um dos presos declarou ter sido recrutado involuntariamente pela agência de inteligência israelense.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала