Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Rover da NASA revela 'algo que nunca ninguém viu' no interior de rocha em Marte (FOTOS)

© NASA . JPL-Caltech / MSSSRover Perseverance da NASA tira selfie com helicóptero Ingenuity
Rover Perseverance da NASA tira selfie com helicóptero Ingenuity - Sputnik Brasil, 1920, 14.11.2021
Nos siga noTelegram
O rover Perseverance da NASA começou a explorar uma série de rochas formadas em camadas na cratera marciana de Jezero, que pode ter sido formada em água líquida.
Depois de permanecer off-line durante várias semanas, o aparelho restabeleceu a ligação em 25 de outubro, regressando à sua busca de sinais de vida antiga no Planeta Vermelho.
Desde essa data, Perseverance tem estado pesquisando alguns afloramentos rochosos em South Seitah – uma região da cratera Jezero que é de interesse para a equipe de cientistas da NASA. O rover tem uma ferramenta de abrasão em seu braço robótico que pode raspar nas camadas de rocha para examinar o seu interior.

"Rochas estratificadas como estas frequentemente se formam na água, e podem conter pistas sobre como era o seu meio ambiente. Vamos ver se este será um bom lugar para [coletar] amostras de Marte", informa uma mensagem na página do rover no Twitter.

Após ter lascado as referidas rochas, o rover enviou imagens mostrando o que estava por baixo da camada exterior: o que parece ser uma variedade de minerais e sedimentos granulados.
Segundo os cientistas responsáveis pela missão, esta descoberta poderia ter muitas interpretações, mas eles ainda não têm certeza do que poderia se tratar.
Olhando para dentro para ver algo que ninguém nunca viu. Desgastei uma pequena porção desta rocha para retirar a camada superficial e ver o que está por baixo. Fazendo mira para o meu próximo alvo para coletar amostras de Marte.
O conteúdo mineral das rochas na cratera Jezero, que já foi o local de um lago há 3,7 bilhões de anos, funciona como uma antiga cápsula do tempo selada, escreve CNN.
Os minerais podem dar aos pesquisadores informações de como se formaram as rochas e como era o clima naquela época.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала