Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

China e EUA assinam declaração que visa esforços conjuntos no combate às mudanças climáticas

© REUTERS / Florence LoBandeiras dos EUA e da China
Bandeiras dos EUA e da China - Sputnik Brasil, 1920, 10.11.2021
Nos siga noTelegram
Os EUA e o gigante asiático assinaram uma declaração conjunta em como unirão esforços para combater a crise climática.
Desde o início de 2021 que Washington e Pequim conduziram cerca de 30 reuniões virtuais, bem como reuniões na China e no Reino Unido, informou o enviado especial chinês para as mudanças climáticas, Xie Zhenhua.

"Esta noite [10], a China e os EUA apresentaram a Declaração Conjunta de Glasgow China-EUA para Promoção de Ação Climática na década de 2020", informou Xie durante uma coletiva de imprensa no decorrer da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26) em Glasgow.

A declaração prevê medidas específicas que contribuirão para a realização dos objetivos do Acordo Climático de Paris.
© REUTERS / Yves HermanOs delegados sentam-se durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26) em Glasgow, Escócia, Grã-Bretanha, 1 de novembro de 2021
Os delegados sentam-se durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26) em Glasgow, Escócia, Grã-Bretanha, 1 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 10.11.2021
Os delegados sentam-se durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26) em Glasgow, Escócia, Grã-Bretanha, 1 de novembro de 2021
"Ambos os lados reconhecem a lacuna existente entre os esforços atuais e os objetivos do Acordo de Paris, de modo que juntos fortaleceremos nosso trabalho e cooperação, tendo em conta as características de nossos países, para acelerar a transição para a energia verde e com baixo teor de carbono", explicou o diplomata chinês.
De acordo com Xie, Pequim pretende fortalecer seu diálogo com Washington sobre as mudanças climáticas, acrescentando que o gigante asiático planeja desenvolver um plano nacional para reduzir as emissões de metano e promover a pesquisa conjunta nessa área.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала