NASA compartilha FOTO de 'lado oculto' de Plutão iluminado pelo seu maior satélite

© Foto / NASA/JHUAPL/SwRIPlutão
Plutão - Sputnik Brasil, 1920, 08.11.2021
Nos siga noTelegram
Cientistas da NASA compartilharam uma fotografia do "lado oculto" de Plutão que foi feita pela sonda espacial New Horizons.
Em julho de 2015, o aparelho passou perto do hemisfério sul do planeta anão. Pesquisadores montaram uma imagem com base em 360 fotos feitas naquela época.
Na imagem pode ser observada uma parte da paisagem de Plutão que não era diretamente iluminada pela luz solar, mas era iluminada pelos raios refletidos do seu maior satélite, o Caronte, por isso a equipe denominou esta região de "lado oculto" de Plutão, informa comunicado da NASA.
Cientistas conseguiram observar a região entre o polo sul de Plutão e seu equador. Eles consideram que lá pode haver depósitos de gelos de azoto ou metano. A luz de refletida de Caronte era tão brilhante quanto a luz da Lua na Terra em fase de quatro crescente, ou seja, quando o ângulo Terra–Lua–Sol é de 90 graus, de modo que vemos apenas cerca de metade do disco lunar.
Mas reconstruir os detalhes da fotografia não era tarefa fácil. Iluminada pelo Sol distante, a atmosfera opaca de Plutão poderia ser vista como um anel de luz brilhante em torno do lado oculto de Plutão.
​A equipe da sonda News Horizons da NASA captou fotos da parte do terreno de Plutão que não era diretamente iluminada pela luz solar – o que a equipe chama de "lado oculto" de Plutão.
No entanto, os cientistas conseguiram determinar que a região sul do planeta anão é coberta de material escuro, contrastando fortemente com a superfície mais clara do hemisfério norte.
Quando essa passagem foi conduzida, do seu ponto de observação a sonda New Horizons foi capaz de observar principalmente o hemisfério sul de Plutão, grande parte do qual estava em transição para a escuridão sazonal de inverno – algo muito parecido com os invernos escuros do Ártico e da Antártica na Terra, só que em Plutão cada estação dura 62 anos terrestres.
A equipe sugere que durante a estação de verão o gelo de azoto e metano no sul pode ter se sublimado em vapor e partículas da neblina escura desceram sobre a região.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала