- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Guedes sobre corte temporário das alíquotas do imposto de importação: 'Vai na direção correta'

© Folhapress / Pedro LadeiraO ministro da Economia, Paulo Guedes, durante entrevista à Folha de S.Paulo em seu gabinete em Brasília, 5 de novembro de 2021
O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante entrevista à Folha de S.Paulo em seu gabinete em Brasília, 5 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 08.11.2021
Nos siga noTelegram
Visando frear a inflação no Brasil, governo anunciou o corte de 10% das alíquotas do imposto de importação na semana passada. Para ministro da Economia, medida "vai na direção correta".
Nesta segunda-feira (8), ao abrir o seminário virtual "Mercado Digital Regional do Mercosul", o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que a redução de imposto de importação anunciada na semana passada vai na direção correta, ainda que seja temporária e moderada, segundo o UOL.
De acordo com a mídia, Guedes também pontuou que a modernização do bloco é essencial e que a integração do mercado digital regional é um aspecto fundamental nesse processo.
Na sexta-feira (6), o governo anunciou a redução temporária de 10% das alíquotas do imposto de importação incidentes sobre boa parte das compras externas do país, antecipando de forma unilateral a iniciativa em negociação com os parceiros do Mercosul, relatou a IstoÉ Dinheiro.
A medida, segundo o governo, teria como intuito a necessidade urgente na qual o país se encontra de lidar com os altos índices de inflação.
© Foto / Marcos Corrêa/Divulgação/Palácio do PlanaltoO presidente Jair Bolsonaro participa de cúpula do Mercosul ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.
O presidente Jair Bolsonaro participa de cúpula do Mercosul ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes. - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
O presidente Jair Bolsonaro participa de cúpula do Mercosul ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.
O ministro também destacou que o país está saindo da pandemia, mas o crescimento da dimensão digital segue em ritmo "muito acelerado", e voltou a dizer que o Mercosul ficou para trás na corrida de integração global, pontuando que a revolução digital é a "segunda grande oportunidade de relançamento das nossas plataformas".
Não é a primeira vez que Guedes critica o bloco mercosulino. Em junho, o chefe da Economia brasileira disse que "o Mercosul impediu o Brasil de se desenvolver".
No entanto, segundo o professor do curso de Relações Internacionais da Inest/Uff, Marcio Malta, entrevistado pela Sputnik Brasil, a fala do ministro "é reprodução de um neoliberalismo tacanho porque é um discurso que visa modernização, mas nada mais é do que uma liberalização do comércio" uma vez que "tem como objetivo abrir a economia nacional para interesses forasteiros e de mercado".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала