Vida e morte de Leonid Sigan, 1º a anunciar na rádio libertação de Varsóvia na 2ª Guerra Mundial

© AFP 2022Imagem de 1945 mostra ruínas do mercado da cidade antiga de Varsóvia, Polônia
Imagem de 1945 mostra ruínas do mercado da cidade antiga de Varsóvia, Polônia - Sputnik Brasil, 1920, 06.11.2021
Nos siga noTelegram
Leonid Sigan foi um locutor e jornalista soviético especializado na língua polonesa, que foi contratado na URSS ainda durante a Segunda Guerra Mundial.
Leonid Sigan, membro da redação da Sputnik Polônia que faleceu neste sábado (6) aos 98 anos, e mais antigo funcionário da radiodifusão internacional soviética e russa, teve uma história rica como jornalista, relata a Sputnik.
Trabalhador Emérito da Cultura da República Socialista Federativa Soviética da Rússia e da República Popular da Polônia, Sigan começou a trabalhar na rádio União de Patriotas Poloneses desde 1943, depois que não foi aceite nas Forças Armadas da URSS devido à ausência dos dados do nascimento.
Antes disso, a direção política do Exército Vermelho ordenou a procura de pessoas que soubessem falar polonês. O futuro jornalista terminou um ginásio prestigioso em Kremenets, atual Ucrânia, com a aprendizagem da língua polonesa, e o comissariado militar soviético o enviou ao Comitê de Rádio da União soviética, que contratava locutores para a recém-criada estação de rádio União dos Patriotas Poloneses, e transmitia desde Moscou.
Leonid Sigan tornou-se correspondente e locutor da redação polonesa das emissões diárias da estação de rádio, que ofereciam resumos da frente militar do Bureau Informativo Soviético. Eles exortavam os poloneses a resistir aos ocupadores nazistas e ofereciam informações aos poloneses que acabaram na URSS durante a guerra. A estação de rádio era considerada "propaganda soviética" na Varsóvia ocupada, e ouvi-la significava punições severas.
Em janeiro de 1945 o jornalista soviético teve a oportunidade de redigir a mensagem da libertação da capital da Polônia, a única vez que uma mensagem foi dada inicialmente em uma língua que não a russa.
"Em 17 de janeiro toda a redação estava reunida [...] Junto do estúdio me encontrei com o editor-chefe, [e] nas suas mãos tremidas estava uma folha de papel: 'Aqui há informação que Varsóvia foi libertada. Agora vai haver emissão, você vai ao estúdio e lê este resumo'. Assim aconteceu que por ordem da alta chefia 'ultrapassei' [Yuri] Levitan [famoso locutor soviético que trabalhava nessa rádio]. A mensagem da libertação de Varsóvia foi transmitida, isso significa, ao mundo inteiro, por mim", contou.
Sigan considerou esta emissão um dos eventos mais marcantes de sua vida: "Tenho muito orgulho que tive a honra de informar os ouvintes que devido aos nossos esforços conjuntos conseguimos esta grande vitória".
© Sputnik / Aleksei Filippov / Abrir o banco de imagensJornalista e apresentador de rádio Leonid Sigan
Jornalista e apresentador de rádio Leonid Sigan - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Jornalista e apresentador de rádio Leonid Sigan
Sigan tinha relações amigáveis com Levitan, que ajudava os locutores mais novos e lhes oferecia conselhos de trabalho, o mesmo acontecendo em tempos difíceis no período pós-guerra. Sigan considerou este período uma "salvação", depois que ficou separado dos familiares.
"Éramos necessários não só às pessoas, que permaneceram atrás da frente de combate, mas também aos que ficaram na linha de frente. Nossas palavras eram palavras de esperança, que viria a libertação, chegaria o fim da ocupação, e o fim das tragédias", lembrou o correspondente em uma entrevista à Sputnik de 2016.
O jornalista soviético regressou a Kremenets em 1946, onde encontrou alguns primos e companheiros de turma, mas sem restar alguém da sua família após a ocupação fascista, incluindo túmulos. Devido a isso, a Segunda Guerra Mundial se tornou para ele uma grande tragédia, da qual preferia não falar.
Após a guerra, Leonid Sigan trabalhou como jornalista e repórter na redação polonesa do Comitê de Televisão e Rádio Estatal da URSS, inclusive, informando sobre contatos russo-poloneses aos mais altos níveis. Ele foi tradutor em Congressos do Partido Comunista da União Soviética e em reuniões dos partidos dos trabalhadores comunistas de Estados-membros do Pacto de Varsóvia.
Em 1964 Sigan passou a dirigir a redação polonesa emissora Inoveshanie, sendo também autor de emissões de rádio e autor de notícias falando sobre notícias polonesas e internacionais na Sputnik Polônia até maio de 2021.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала