Condenado nos EUA 'agente' da China extraditado por suposta espionagem econômica e comercial

© REUTERS / Tom BrennerBandeira dos EUA fora do prédio do Departamento de Justiça norte-americano em Washington, EUA, 2 de dezembro de 2020
Bandeira dos EUA fora do prédio do Departamento de Justiça norte-americano em Washington, EUA, 2 de dezembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 06.11.2021
Nos siga noTelegram
Um júri federal norte-americano condenou Yanjun Xu, chamado de "oficial da inteligência chinesa", por alegadas tentativas de roubar segredos comerciais e econômicos desde 2013.
Um cidadão chinês, supostamente ligado ao Ministério de Segurança do Estado da China, foi condenado nos EUA por conspiração para roubar segredos comerciais de várias empresas aeronáuticas e aeroespaciais, anunciou na sexta-feira (5) o Departamento de Justiça do país.
O indivíduo, Yanjun Xu, foi extraditado da Bélgica, onde havia sido detido em 2018 e investigado pelas autoridades governamentais e policiais locais, indica o comunicado. Xi foi acusado de tentativas de cometer espionagem econômica e comercial, podendo enfrentar até 60 anos de prisão e multas de até mais de US$ 5 milhões (R$ 27,72 milhões).
Segundo Alan Kohler Jr., subdiretor do Departamento Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês) dos EUA, a entidade está trabalhando com dezenas de outras agências nacionais para "compartilhar informações e recursos investigativos a fim de parar as atividades ilegais da RPC [República Popular da China]".
Yanjun Xu foi acusado por um júri federal de usar vários codinomes desde pelo menos dezembro de 2013 para realizar espionagem e roubar segredos comerciais a favor de Pequim, incluindo da usina GE Aviation, pertencente à multinacional norte-americana General Electric.
© AP Photo / Richard DrewLogotipo da empresa General Electric na Bolsa de Valores de Nova York, EUA, 26 de junho de 2018
Logotipo da empresa General Electric na Bolsa de Valores de Nova York, EUA, 26 de junho de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Logotipo da empresa General Electric na Bolsa de Valores de Nova York, EUA, 26 de junho de 2018
Trata-se do primeiro "oficial da inteligência chinesa a ser extraditado aos EUA para julgamento", segundo a declaração.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала