- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

PEC dos Precatórios ou do calote? Web está dividida com aprovação da Câmara dos Deputados

© Folhapress / Mateus BonomiManifestantes realizam protesto contra o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, Brasil, 30 de janeiro de 2021
Manifestantes realizam protesto contra o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, Brasil, 30 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 04.11.2021
Nos siga noTelegram
Na madrugada desta quinta-feira (4), a Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno o texto-base da PEC dos Precatórios, mas nem todo brasileiro está satisfeito com a aprovação.
Vale destacar que Propostas de Emenda à Constituição são o tipo de projeto mais difícil de ser aprovado por serem necessários ao menos 308 votos na Câmara em dois turnos, além da tramitação no Senado.
A PEC dos Precatórios levou 312 votos favoráveis e 144 contrários em primeiro turno. Os parlamentares ainda precisam votar os chamados destaques, que são as sugestões pontuais de alteração do texto principal, e o segundo turno. Os trâmites seguintes devem acontecer na Câmara dos Deputados na quinta-feira (5) ou na terça-feira (9).
Se aprovado em segundo turno, o texto vai seguir para o Senado, onde também necessitará de aprovação em dois turnos.
A PEC dos Precatórios é a principal aposta do governo para tornar viável o programa social Auxílio Brasil. A proposta adia o pagamento de precatórios, que são as dívidas do governo já reconhecidas pela Justiça, no intuito de permitir que pelo menos R$ 400 mensais sejam oferecidos aos beneficiários do novo programa no ano eleitoral de 2022.
A aprovação em primeiro turno da PEC dos Precatórios na Câmara dos Deputados está sendo recebida de diferentes formas na web. Há quem esteja chamando a PEC de calote. O ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, é um deles.
​Com 24 deputados na bancada, PDT deu 15 votos favoráveis à PEC dos Precatórios, o que não surpreendeu em nada a ex-presidente Dilma Rousseff.
​Deputado federal pelo PSB-RJ e líder da minoria na Câmara, Marcelo Freixo não perdeu a chance de registrar em foto seu voto contrário ao que chama de "PEC do calote".
​Do outro lado do ringue e em maioria na PEC dos Precatórios, quem votou a favor da proposta não perdeu a chance de anunciar a vitória. Deputada federal pelo PSL-DF, Bia Kicis deixou bem claro que votou "sim" para que o governo "possa pagar o auxílio Brasil, socorrer empresas, manter e ainda criar novos empregos".
​Carla Zambelli, deputada federal pelo PSL-SP, agradeceu a quem votou "sim".
​"A esquerda nunca pensou nos mais pobres."
​Entretanto, há quem acredite que quem vai acabar levando o dinheiro da PEC não é o brasileiro pobre.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала