- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quinta-feira, 4 de novembro

© REUTERS / Philippe DesmazesPresidente francês, Emmanuel Macron, e chanceler alemã, Angela Merkel, durante cerimônia de condecoração da Grã-Cruz, prêmio mais alto da Legião de Honra francesa, Beaune, França, 3 de novembro de 2021
Presidente francês, Emmanuel Macron, e chanceler alemã, Angela Merkel, durante cerimônia de condecoração da Grã-Cruz, prêmio mais alto da Legião de Honra francesa, Beaune, França, 3 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 04.11.2021
Nos siga noTelegram
Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quinta-feira (4), marcada pela intenção de reabertura da investigação sobre a facada em Bolsonaro, pela condecoração de Merkel na França e pela demissão de embaixador da Bolívia por post no TikTok.

Anvisa volta a receber ameaça para recusar uso de vacina anti-COVID-19 em crianças

Na quarta-feira (3), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária anunciou ter recebido uma nova ameaça na tentativa de impedir a aprovação de aplicação de vacinas contra a COVID-19 em crianças. Esta é a segunda intimidação. A Anvisa tornou-se alvo de ataques depois que a farmacêutica Pfizer declarou que vai pedir o uso emergencial de seu imunizante em crianças brasileiras. Conforme a agência, a nova ameaça foi realizada em 29 de outubro por e-mail, cerca de 24 horas após a primeira. Os textos são supostamente de autores diferentes e desta vez contêm ameaças a todos os servidores: no caso de aprovação da vacina, ameaçadores prometem expor os endereços dos funcionários da Anvisa. Entretanto, o Brasil confirmou mais 186 mortes e 71.018 casos de COVID-19, totalizando 15.863 óbitos e 21.834.675 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.
© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMarcus Miranda, o diretor-presidente substituto, Antonio Barra e a coordenadora de infraestrutura e meio de transporte da gerência geral de portos, aeroportos e fronteiras da Anvisa, Viviane Vilella
Marcus Miranda, o diretor-presidente substituto, Antonio Barra e a coordenadora de infraestrutura e meio de transporte da gerência geral de portos, aeroportos e fronteiras da Anvisa, Viviane Vilella - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Marcus Miranda, o diretor-presidente substituto, Antonio Barra e a coordenadora de infraestrutura e meio de transporte da gerência geral de portos, aeroportos e fronteiras da Anvisa, Viviane Vilella

Texto-base da PEC dos Precatórios é aprovado na Câmara em 1º turno

No início da madrugada desta quinta-feira (4), os deputados da Câmara aprovaram o texto-base da PEC dos Precatórios, a principal aposta do governo federal para viabilizar o Auxílio Brasil de R$ 400. A proposta foi aprovada em primeiro turno, por 312 votos a favor e 144 contra. Segundo estimativas preliminares do Ministério da Economia, a PEC abre um espaço de R$ 83 bilhões no orçamento, porém esse valor ainda depende da inflação. Após a aprovação, os deputados vão analisar os destaques, que pedem mudanças na matéria. Além de adiar o pagamento de dívidas judiciais irrecorríveis, a proposta altera o teto de gastos, que impede o aumento não controlado de despesas da União. Essas medidas previstas pelo projeto vão render ao governo mais de R$ 90 bilhões, com grande parte da quantia para supostamente ser usada no Auxílio Brasil, novo programa social para substituir o Bolsa Família.
© Folhapress / Frederico Brasil/Futura PressPresidente da Câmara, Arthur Lira, durante entrevista coletiva antes da votação da PEC dos Precatórios em 3 de novembro de 2021
Presidente da Câmara, Arthur Lira, durante entrevista coletiva antes da votação da PEC dos Precatórios em 3 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Presidente da Câmara, Arthur Lira, durante entrevista coletiva antes da votação da PEC dos Precatórios em 3 de novembro de 2021

TRF-1 autoriza quebra de sigilo do advogado do autor de facada contra Bolsonaro

Na quarta-feira (3), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região autorizou quebra de sigilo e apreensões contra o advogado de Adélio Bispo, Zanone Manuel de Oliveira Júnior, autor do atentado a faca contra o presidente Jair Bolsonaro em 2018. A decisão pode reabrir a investigação sobre o caso. Além disso, o advogado presidencial Frederick Wasseff confirmou a jornalistas, na quarta-feira (3), que as investigações, que estavam suspensas desde 2019, serão reabertas. Ainda em 2018, a 3ª Vara de Juiz de Fora (MG), local da facada, havia permitido a quebra de sigilo bancário e a apreensão do celular e de documentos do advogado de Adélio, mas eles não chegaram a ser usados na investigação. A Ordem dos Advogados do Brasil argumentou que essas medidas violariam o sigilo profissional do advogado e elas foram suspensas. Agora, porém, a decisão de primeira instância foi restabelecida.
© Folhapress / Guilherme LeiteAdélio Bispo de Oliveira, detido após o ataque a faca ao presidenciável Jair Bolsonaro em 2018
Adélio Bispo de Oliveira, detido após o ataque a faca ao presidenciável Jair Bolsonaro em 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Adélio Bispo de Oliveira, detido após o ataque a faca ao presidenciável Jair Bolsonaro em 2018

Macron condecora Merkel com alta distinção francesa

Na quarta-feira (3), o presidente da França, Emmanuel Macron, concedeu à chanceler alemã, Angela Merkel, a Grã-Cruz da Ordem Nacional da Legião de Honra, informou o canal BFMTV. "Obrigado, querida Angela, por tudo o que fez pela nossa Europa", disse Macron durante a apresentação, ao destacar que Merkel fez todo o possível para manter a integridade europeia apesar de todas as perturbações. Na noite da quarta-feira (3), o presidente francês recebeu Merkel com honores na cidade de Beaune, na região francesa de Borgonha, no âmbito da sua última visita à França como chanceler da Alemanha. "Espero que a lição que nos deixou – manter-se firme contra fortes ventos contrários e garantir que todos permaneçam unidos e que as coisas não desmoronem - permaneça conosco", afirmou Macron. Em 26 de outubro, o presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, entregou a Merkel uma notificação sobre o final de seu mandato como chanceler, mas ela continuará exercendo suas funções até a formação do novo gabinete ministerial.
© AP Photo / Philippe DesmazesChanceler alemã, Angela Merkel, e presidente francês, Emmanuel Macron, são presenteados com flores e vinho por moradores de Beaune, França, 3 de novembro de 2021
Chanceler alemã, Angela Merkel, e presidente francês, Emmanuel Macron, são presenteados com flores e vinho por moradores de Beaune, França, 3 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Chanceler alemã, Angela Merkel, e presidente francês, Emmanuel Macron, são presenteados com flores e vinho por moradores de Beaune, França, 3 de novembro de 2021

Negociações sobre acordo nuclear do Irã serão retomadas após 5 meses do intervalo

O Irã concordou na quarta-feira (3) em retomar as negociações no dia 29 de novembro com as potências mundiais sobre o acordo nuclear após um intervalo de cinco meses. O enviado da União Europeia, Enrique Mora, que liderou seis rodadas de conversações no início deste ano e que recentemente voou para Teerã para assegurar o progresso no assunto, presidirá novamente a reunião de 29 de novembro, conforme anunciou a UE. As negociações em Viena no início deste ano não conseguiram garantir um avanço com o Irã, que solicitou uma pausa após a eleição do novo presidente linha-dura, Ebrahim Raisi. Entretanto, a Rússia e a China, participantes do acordo, expressaram prontidão em promover a resolução do problema nuclear iraniano. Os vice-chanceleres russo e chinês, Sergei Ryabkov e Ma Zhaoxu, conversaram na quarta-feira (3) por telefone e decidiram reforçar a cooperação estratégica dos dois países e em conjunto promover a resolução do problema do acordo iraniano por meios políticos e diplomáticos. Além do mais, a chancelaria chinesa sublinhou que "todos os lados devem respeitar e levar em consideração as preocupações uns dos outros, tomar uma posição flexível e pragmática, bem como voltar o acordo ao caminho certo o mais rápido possível".
© AP Photo / Presidência do IrãPresidente iraniano Ebrahim Raisi em entrevista a Morteza Heidari, emitida em 18 de outubro de 2021
Presidente iraniano Ebrahim Raisi em entrevista a Morteza Heidari, emitida em 18 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Presidente iraniano Ebrahim Raisi em entrevista a Morteza Heidari, emitida em 18 de outubro de 2021

Bolívia substitui embaixador no Paraguai por post no TikTok

O governo da Bolívia anunciou na quarta-feira (3) a destituição do seu embaixador no Paraguai, Mario Cronemdold, após um incidente resultante de uma publicação do diplomata nas redes sociais. A postagem pareceu ofensiva a vários setores sociais paraguaios. "Após receber o relatório e avaliar as circunstâncias, o embaixador Cronembold foi demitido de suas funções em 1º de novembro de 2021", informou a chancelaria em comunicado na noite da quarta-feira (3). Cronembold, um próspero empresário do departamento de Santa Cruz, publicou há alguns dias um vídeo na plataforma TikTok no qual fez alusões a valores paraguaios como a infusão típica tereré e o sotaque do idioma. A decisão foi divulgada quase em paralelo com a declaração da Câmara dos Deputados do Paraguai a Cronembold como "persona non grata", que só estava no cargo há um mês. Porém, a chancelaria assegurou que o "inconveniente diplomático" não afeta as relações entre Bolívia e Paraguai.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала