Cientistas australianos detectam local de origem de meteoritos marcianos caídos na Terra

© Foto / NASA/JPL-caltech/ Universidade do Arizona Cratera Victoria de Marte
Cratera Victoria de Marte - Sputnik Brasil, 1920, 04.11.2021
Nos siga noTelegram
Algoritmo de aprendizado de máquina elaborado por especialistas da Austrália permitiu-lhes detectar o local do qual foram arremessados os meteoritos marcianos caídos na Terra.
Segundo seus dados, os meteoritos são originários da cratera Tooting. O artigo sobre as origens dos meteoritos foi publicado ontem (3) na revista Nature Communications.
Tendo utilizado supercomputadores, os especialistas da Universidade Curtin, na Austrália, analisaram a coletânea de imagens da superfície do Planeta Vermelho. Por meio de um algoritmo de aprendizado de máquina, eles criaram uma base de dados sobre mais de 90 milhões de crateras de impacto.
Isso permitiu aos pesquisadores detectar os possíveis locais onde as rochas quebraram com o impacto de meteoritos.
"A análise de crateras secundárias – pequenas crateras formadas por rochas ejetadas das grandes crateras recém-formadas – nós descobrimos que a origem mais provável desses meteoritos é a cratera Tooting", contou um dos autores da pesquisa.
A descoberta aponta ao fato de que 300 milhões de anos atrás, em uma época relativamente recente para Marte em termos geológicos, no platô marciano Tharsis tinham ocorrido erupções vulcânicas, esse é também o local onde se encontra o maior vulcão no Sistema Solar, o Olympus Mons.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала