Marinha dos EUA planeja equipar destróieres furtivos Zumwalt com mísseis hipersônicos

© Foto / Marinha dos EUAUSS Zumwalt (DDG 1000) executa com sucesso o primeiro teste de disparo do sistema MK 57 com um míssil SM-2
USS Zumwalt (DDG 1000) executa com sucesso o primeiro teste de disparo do sistema MK 57 com um míssil SM-2 - Sputnik Brasil, 1920, 03.11.2021
Nos siga noTelegram
A Marinha dos EUA estaria planejando substituir os armamentos de seus três destróieres furtivos de classe Zumwalt por mísseis hipersônicos navais.
Na década de 1990, a Marinha dos EUA sonhava com um navio de guerra pesado com 500 tubos de lançamento verticais (VLS), projeto que resultou no programa Zumwalt, uma versão reduzida que substituiu a ideia inicial por dois sistemas avançados de fogo rápido de 155 milímetros.
Posteriormente, a Marinha decidiu usar o Zumwalt como um destróier genérico de mísseis, equipando a embarcação com mísseis SM-2 e SM-6, bem como lançadores para mísseis menores.
Recentemente, a Marinha informou ao portal Naval News que, a partir do ano fiscal de 2024, as unidades que abrigam os dois grandes canhões navais serão retiradas dos três destróieres e substituídas por mais tubos para mísseis hipersônicos de alcance intermediário.
As previsões orçamentárias de junho sugerem que cada destróier receba 12 tubos de lançamento de mísseis hipersônicos.
O presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou recentemente estar preocupado com os mísseis hipersônicos supostamente testados na China. As Forças Armadas norte-americanas anunciaram ter conduzido três testes de protótipos de componentes de armas que demonstraram tecnologias e capacidades hipersônicas avançadas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала