Rússia moderniza estação de radar de visão panorâmica capaz de detectar aviões furtivos

© Sputnik / Pavel Lvov / Abrir o banco de imagensSistema de guerra eletrônica Murmansk BN
Sistema de guerra eletrônica Murmansk BN - Sputnik Brasil, 1920, 01.11.2021
Nos siga noTelegram
Durante recentes exercícios na região de Leningrado, estações de radar modernizadas Kasta-2E2 detectaram prontamente uma incursão maciça de veículos aéreos não tripulados.
As estações de radar identificaram os alvos e transmitiram as suas coordenadas exatas aos sistemas de mísseis antiaéreos Tor-M que, por sua vez, repeliram com sucesso o ataque de drones "inimigos", informa o portal Armeisky Standart.
"Alvos aéreos (no máximo 50 objetos) são identificados por uma equipe composta de duas pessoas em uma visão de 360º a uma distância de 150 quilômetros. Com uma antena padrão (de 14 metros) o radar detecta alvos de baixa visibilidade a uma altitude de 60 metros, e a uma distância de 30 quilômetros. Já a antena de 52 metros 'enxerga' alvos a uma distância de 44 km (e de até 95 km se os alvos se encontrarem a uma altitude de 1.000 metros)", detalha o portal.
Estação de radar Kasta-2E2 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Estação de radar Kasta-2E2
A estação de radar russa Kasta-2E2 também é capaz de detectar alvos do tipo "aeronave" a centenas de quilômetros de distância, incluindo caças furtivos F-35 dos EUA, que utilizam as mesmas tecnologias de baixa visibilidade.
Além disso, o radar detecta e monitora drones de pequeno porte que voam em baixa altitude em condições de intensas interferências de rádio e relevo complexo. Destaca-se ainda que suas características técnico-táticas foram aperfeiçoadas.
O Kasta-2E2 consegue operar a temperaturas entre 50 graus Celsius negativos e 50 graus positivos, com velocidades de vento de até 25 m/s e a altitudes de 3.000 metros acima do nível do mar.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала