'Avião mais caro do mundo': portal dos EUA compartilha FOTO de reparos do bombardeiro B-2 Spirit

© AP Photo / Jeff RobersonBombardeiro furtivo B-2 Spirit dos EUA
Bombardeiro furtivo B-2 Spirit dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 01.11.2021
Nos siga noTelegram
Recentemente nas redes sociais foram compartilhadas imagens de reparos do "avião mais caro do mundo" – o bombardeiro estratégico dos EUA B-2 Spirit.
De acordo com o colunista Tyler Rogoway da edição The Drive, o custo de utilização do B-2 chega a US$ 170.000 por uma hora de voo, ou seja, aproximadamente R$ 959.000. Atenção especial deve ser dada ao revestimento da aeronave, que permite que o bombardeiro "se esconda dos radares".
Como se pode ver na foto, o avião foi pelo menos parcialmente despojado de seu revestimento e de algumas das suas peças atenuantes de radar enquanto aguarda o próximo passo em seu processo de revisão.
​Confira este bombardeiro furtivo B-2 Spirit muito sujo aguardando por revisão profunda.
O avião foi desenvolvido pela empresa Northrop Grumman em condições de segurança extrema em uma extensa instalação militar nos EUA. Embora tenha sido criado há quase quatro décadas, na década de 1980, o seu design representa uma revolução absoluta na tecnologia aeroespacial.
O autor do artigo ressalta que estes bombardeiros pesados devem passar por revisão completa a cada nove anos, os trabalhos também são conduzidos na Fábrica 42, localizada na Califórnia. É lá que a aeronave é desmontada e reconstruída, muitas vezes ganhando novos aperfeiçoamentos durante o seu tempo de inatividade.
O Northrop B-2 Spirit é o primeiro avião pesado moderno fabricado em série segundo o esquema de "asa voadora". O bombardeiro é projetado para quebrar a defesa antiaérea densa e consegue transportar tanto armas convencionais como nucleares. Os primeiros voos começaram em 1983 e a sua produção cessou em 1999.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала