Irã acusa EUA e Israel de ataque cibernético contra postos de gasolina

© REUTERS / Agência de Notícias WANAHomem abastece seu carro em um posto de gasolina em Teerã, Irã, 15 de novembro de 2019
Homem abastece seu carro em um posto de gasolina em Teerã, Irã, 15 de novembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 31.10.2021
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos e Israel estão por trás do ataque cibernético que interrompeu o sistema de venda de combustível com desconto em postos de gasolina iranianos, disse no domingo (31) o brigadeiro-general Gholam Reza Jalali, chefe da Organização de Defesa Civil do Irã.
Na terça-feira (26), os postos de gasolina iranianos foram desativados em resultado de um ciberataque. A maioria dos postos de gasolina foi fechado, porque os motoristas iranianos preferem abastecer seus carros com cartões de combustível para comprar gasolina com desconto.
Mais tarde, o funcionamento de todos os postos de gasolina foi normalizado. O incidente não provocou aumento nos preços dos combustíveis.
"Segundo a última investigação, o ataque cibernético cometido anteriormente contra a empresa ferroviária estatal é semelhante ao último ataque contra o sistema de postos de gasolina […] Por isso, os Estados Unidos e Israel são responsáveis pelo ataque cibernético", afirmou o brigadeiro-general, citado pela agência Tasnim.
Anteriormente foram relatados vários ataques cibernéticos contra instituições e organizações públicas.
Em 20 de junho, foram anunciadas falhas técnicas na usina nuclear de Bushehr, em resultado das quais seu trabalho foi suspenso por algum tempo. Em julho, os sistemas informáticos do Ministério dos Transportes iraniano foram desativados.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала