Encontrada no México canoa maia totalmente preservada de mais de 1.000 anos (FOTO)

© REUTERS / Instituto Nacional de Antropologia e História do México / HandoutA view of a freshwater pool known as a cenote, where a wooden canoe used by the ancient Maya and believed to be over a thousand years old was found during the archeological work accompanying the construction of a controversial new tourist train, in the state of Yucatan, in this handout released on October 29, 2021.
A view of a freshwater pool known as a cenote, where a wooden canoe used by the ancient Maya and believed to be over a thousand years old was found during the archeological work accompanying the construction of a controversial new tourist train, in the state of Yucatan, in this handout released on October 29, 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 30.10.2021
Nos siga noTelegram
Pesquisadores encontraram na península mexicana de Iucatã uma canoa e uma série de vários outros objetos pré-colombianos, provavelmente usados para fins cerimoniais.
Cientistas do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México descobriram, em uma caverna inundada na península de Iucatã, uma canoa maia de mais de 1.000 anos, anunciou na sexta-feira (29) a organização.
"Cinco metros abaixo do nível de água atual havia uma mancha escura de um tronco de madeira dura junto da parede de pedra da caverna [...] Após uma inspeção, foi notada a presença de cortes simétricos para montar um convés, o que tornou evidente que se tratava de uma canoa do tipo plataforma", de acordo com Helena Meinecke, da Subdireção de Arqueologia Subaquática do INAH.
© REUTERS . Instituto Nacional de Antropologia e História do México / HandoutCanoa de madeira, usada pelos maias antigos, com idade estimada de mais de 1.000 anos, em um reservatório de água. Ela foi encontrada durante trabalhos arqueológicos antes da construção da ferrovia de um controverso trem turístico no estado de Iucatã, México, 29 de outubro de 2021
Canoa de madeira, usada pelos maias antigos, com idade estimada de mais de 1.000 anos, em um reservatório de água. Ela foi encontrada durante trabalhos arqueológicos antes da construção da ferrovia de um controverso trem turístico no estado de Iucatã, México, 29 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Canoa de madeira, usada pelos maias antigos, com idade estimada de mais de 1.000 anos, em um reservatório de água. Ela foi encontrada durante trabalhos arqueológicos antes da construção da ferrovia de um controverso trem turístico no estado de Iucatã, México, 29 de outubro de 2021
"A canoa tem 160 cm de comprimento, 80 cm de largura e uma profundidade de 40 cm. Os cientistas creem que a canoa podia ter sido usada para extrair água dos cenotes, grandes sumidouros encontrados em rochas de calcário sedimentares, ou para guardar oferendas durante rituais.
"Sua relevância reside em ser a primeira canoa deste tipo encontrada completa e tão bem conservada na área maia, havendo também fragmentos destas embarcações e remos no [estado de] Quintana Roo, Guatemala e Belize", explicou Meinecke.
A canoa foi datada do período de 830 a 950 d.C. O INAH planeja continuar a pesquisa em novembro para obter a idade exata da canoa e o tipo de madeira usado.
© REUTERS / Instituto Nacional de Antropologia e História do México / HandoutArqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México restauram máscaras Kohunlich em uma antiga cidade maia no estado mexicano de Quintana Roo, famosa por seu Templo das Máscaras, em imagem obtida em 30 de setembro de 2021
Arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México restauram máscaras Kohunlich em uma antiga cidade maia no estado mexicano de Quintana Roo, famosa por seu Templo das Máscaras, em imagem obtida em 30 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México restauram máscaras Kohunlich em uma antiga cidade maia no estado mexicano de Quintana Roo, famosa por seu Templo das Máscaras, em imagem obtida em 30 de setembro de 2021
Os arqueólogos descobriram também em duas bacias por perto um esqueleto humano, pinturas murais (datada de 1200-1500 d.C.), uma estela de rocha, uma faca de ritual e fragmentos de cerâmica ritual. Os cientistas acreditam, com base na variedade de tipos de cerâmica, que o sítio foi usado para cerimônias rituais por vários séculos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала