EUA teriam adiado teste de míssil hipersônico antes da cúpula Biden-Putin para evitar tensões

© AP Photo / Aleksandr Zemlyanichenko Presidente russo Vladimir Putin (à esquerda) aperta a mão de seu homólogo norte-americano Joe Biden durante cúpula EUA-Rússia em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021
 Presidente russo Vladimir Putin (à esquerda) aperta a mão de seu homólogo norte-americano Joe Biden durante cúpula EUA-Rússia em Genebra, Suíça, 16 de junho de 2021  - Sputnik Brasil, 1920, 29.10.2021
Nos siga noTelegram
A Casa Branca adiou os testes em junho passado da sua arma hipersônica alguns dias antes da cúpula do presidente norte-americano Joe Biden e do líder russo Vladimir Putin em Genebra, para não constranger Moscou, segundo uma mídia.
As autoridades norte-americanas ponderaram que o lançamento de uma arma hipersônica poderia enviar um sinal errado ou sabotar a reunião, informou o Politico, citando três fontes no Pentágono e no Congresso.
"Menos de uma semana antes de o presidente Joe Biden se reunir com o presidente russo Vladimir Putin na cúpula de junho na Suíça, a Casa Branca ordenou ao Pentágono que adiasse os testes planejados de mísseis hipersônicos para não aumentar as tensões com Moscou", revelou o jornal.
Um representante do Departamento da Defesa dos EUA disse à mídia que a Rússia também "não organizou várias coisas antes da cúpula".
A Casa Branca não concordou com a informação do Politico e afirmou que a publicação era "imprecisa".
Como resultado da cúpula, a Rússia e os Estados Unidos concordaram em começar um diálogo sobre estabilidade estratégica, tendo já sido realizadas várias reuniões a nível de especialistas sobre esta problemática.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала