Revelada nova evidência da origem asteca do espelho 'mágico' de 500 anos de alquimista inglês (FOTO)

John Dee  - Sputnik Brasil, 1920, 08.10.2021
Nos siga noTelegram
Um grupo internacional de pesquisadores informou que o espelho "mágico" de John Dee (1527-1608), alquimista inglês e consultor da rainha Elizabeth I, veio do México há quase 500 anos e tem origem asteca.
Os cientistas usaram um scanner de fluorescência de raios X portátil para examinar o espelho de John Dee, que é feito de uma rara rocha ígnea chamada obsidiana e está atualmente exibido no Museu Britânico de Londres, segundo um estudo publicado na revista Antiquity.
Além disso, eles examinaram outros três objetos feitos de obsidiana: dois espelhos circulares e uma placa retangular, entregues ao museu por colecionadores do México durante o século XIX.
Os cientistas descobriram que a obsidiana do espelho de John Dee e de um dos espelhos circulares só poderia vir da região de Pachuca, no centro do México. A obsidiana do outro espelho e da placa veio da região vizinha de Ucareo.
Confirmada origem asteca do espelho do espírito elisabetano.
Antes da colonização da América pelos europeus, os astecas governavam essas zonas. A obsidiana foi um recurso importante no Império Asteca e era usada para equipamento militar e doméstico e em atividades religiosas, conforme os autores.
"Durante a fase final do Império Asteca, a produção de peças de obsidiana era realizada cada vez mais por artesãos especializados controlados pela elite. Os espelhos, feitos de obsidiana ou pirita, tinham um simbolismo complexo e sua fabricação requeria muito tempo", revelaram os cientistas.
Ainda em 2019, um estudo descobriu que o espelho de John Dee veio dos astecas, mas a análise recente confirma esta informação e reforça a teoria de que Dee o usou para práticas religiosas e mágicas, como adivinhação.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала