- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Eleições 2022: Forças Armadas 'vão acompanhar todo o processo', afirma Bolsonaro

© AFP 2022 / EVARISTO SAPresidente Jair Bolsonaro durante celebração do Dia Nacional do Voluntariado no Palácio do Planalto, 26 de agosto de 2021
Presidente Jair Bolsonaro durante celebração do Dia Nacional do Voluntariado no Palácio do Planalto, 26 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 07.10.2021
Nos siga noTelegram
Crítico da urna eletrônica e defensor do voto impresso, o presidente da República tem ensaiado uma mudança de discurso em relação à lisura das eleições.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na quarta-feira (6) que as Forças Armadas vão participar de todo o processo de organização das eleições de 2022 e conferência da segurança das urnas eletrônicas.
"As Forças Armadas vão participar, assim como outras instituições. Elas vão acompanhar todo o processo", disse o presidente a apoiadores na frente do Palácio da Alvorada, citado pelo portal UOL.
A declaração foi dada em resposta a um bolsonarista que questionou se o presidente considerava positiva a iniciativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de criar uma comissão da transparência para o pleito do ano que vem.
© Foto / Reprodução redes sociaisEm vídeo, Bolsonaro faz ataques pessoais contra o ministro do STF Luís Roberto Barroso, no dia 9 de abril de 2021
Em vídeo, Bolsonaro faz ataques pessoais contra o ministro do STF Luís Roberto Barroso, no dia 9 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Em vídeo, Bolsonaro faz ataques pessoais contra o ministro do STF Luís Roberto Barroso, no dia 9 de abril de 2021
Crítico da urna eletrônica e defensor do voto impresso, o presidente da República tem ensaiado uma mudança de discurso em relação à lisura das eleições. Em entrevista à revista Veja, Bolsonaro afirmou: "Com as Forças Armadas participando, você não tem por que duvidar do voto eletrônico. As Forças Armadas vão empenhar seu nome, não tem por que duvidar. Eu até elogio o Barroso, no tocante a essa ideia", afirmou.
Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do TSE, já foi bastante criticado por Bolsonaro, contudo, há um mês Bolsonaro não ataque o TSE ou o STF.
Movimentação ocorreu após as manifestações no 7 de setembro. Desde então, Bolsonaro divulgou uma carta à nação e recuou em ataques contra as instituições.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала