Ministro da Defesa de Taiwan afirma que Pequim pode invadir ilha até 2025

© AFP 2022 / FREDERIC J. BROWN / AFPExército chinês
Exército chinês - Sputnik Brasil, 1920, 06.10.2021
Nos siga noTelegram
As tensões entre a China e Taiwan estão em crescente escalada após relatos frequentes de dezenas de aeronaves chinesas sobrevoando a zona de identificação da defesa aérea da ilha.
O ministro da Defesa de Taiwan, Chiu Kuo Cheng, afirmou nesta quarta-feira (6) que as tensões entre Taipé e Pequim alcançaram o maior nível de todos os tempos, após dezenas de aeronaves chinesas conduzirem voos através da zona de identificação de defesa aérea de Taiwan.
Chiu reconheceu que a atual situação é a "mais séria" em mais de 40 anos, desde que prestou serviço no Exército, ressaltando que isso eleva a possibilidade de deflagração de hostilidades armadas no estreito de Taiwan.
"Como militar, a urgência está bem na minha frente", afirmou o ministro, sugerindo que os militares da ilha devem considerar a possibilidade de uma invasão por parte da China nos próximos anos.
"Até 2025, a China vai reduzir os custos ao mínimo. [A China] já tem capacidade, mas não vai iniciar uma guerra facilmente, tendo que levar muitas outras coisas em consideração", afirmou.
Na terça-feira (5), a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, publicou um artigo afirmando que a queda de Taiwan nas mãos da China provocaria consequências "catastróficas" para a paz na Ásia.
No mesmo dia, o premiê taiwanês, Su Tseng-chang, disse que Taiwan deve "ficar em alerta" por causa das atividades militares da China, que são "excessivas".
Taiwan é um dos epicentros do confronto geopolítico entre a China e os EUA. Pequim considera a ilha uma província chinesa independentista, enquanto Washington afirma que se trata de um "vizinho" democrático da China.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала