Para mais de 50% dos europeus nível de segurança no mundo caiu com saída das tropas do Afeganistão

© REUTERS / Barbara Davidson / PoolSoldados da Polícia Militar dos EUA e refugiados afegãos na base militar norte-americana de Fort McCoy, Wisconsin, EUA, 30 de setembro de 2021
Soldados da Polícia Militar dos EUA e refugiados afegãos na base militar norte-americana de Fort McCoy, Wisconsin, EUA, 30 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 05.10.2021
Nos siga noTelegram
Após a retirada das forças norte-americanas e de aliados do Afeganistão, um fluxo massivo de refugiados partiu do país em direção a várias partes do mundo. Confira os dados de uma pesquisa realizada para a Sputnik para saber o que os europeus estão pensando sobre o acolhimento dos refugiados afegãos e a campanha militar no Afeganistão em geral.
A entrada das tropas dos EUA e de seus aliados no Afeganistão em 2001 e sua retirada 20 anos depois foram dos eventos mais notáveis do século. Entretanto, a saída das tropas no fim de agosto deste ano provocou uma crise migratória, ao passo que milhares de afegãos tentam fugir do país temendo o poder do Talibã.
Uma pesquisa realizada pela empresa IFop para a Sputnik revelou o que os cidadãos europeus pensam sobre o acolhimento de refugiados do Afeganistão, sobre as mudanças no nível de segurança no mundo após a campanha militar dos EUA e como avaliam essa campanha em geral.
A pesquisa mostrou que quase a metade dos alemães (49%), mais de um terço dos franceses (34%) e italianos (36%), 40% dos britânicos e 41% dos espanhóis acreditam que o envio de tropas dos EUA para o Afeganistão foi um erro. Enquanto 40% dos franceses, 37% dos alemães, 34% dos britânicos, 46% dos italianos e 39% dos espanhóis são de opinião contrária.
© SputnikO envio de tropas dos EUA e seus aliados para o Afeganistão foi um erro?
O envio de tropas dos EUA e seus aliados para o Afeganistão foi um erro? - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
O envio de tropas dos EUA e seus aliados para o Afeganistão foi um erro?
Os entrevistados também foram perguntados se a forma como foi realizada a saída das tropas do país mudou sua opinião sobre os Estados Unidos.
Mais de um terço dos franceses (35%), 41% dos alemães, 43% dos britânicos, mais da metade dos italianos (47%) e quase a metade dos espanhóis (47%) disseram que a maneira como foi feita a retirada das tropas do Afeganistão piorou a imagem dos EUA na sua consideração.
Mais da metade de todos os respondentes em todos os países que participaram da pesquisa opinam que a retirada das tropas do Afeganistão diminuiu o nível de segurança no mundo: 50% dos franceses, 63% dos alemães, 53% dos britânicos, 54% dos espanhóis e 60% dos italianos.
Os entrevistados também foram perguntados se países europeus e EUA devem acolher os refugiados do Afeganistão que partiram do país após a chegada do Talibã ao poder. A quantidade dos respondentes que acham que são os EUA que devem receber refugiados afegãos é maior do que aqueles que acham que devem ser os países europeus a os acolher: 63% contra 46% na França, 73% contra 58% na Alemanha, 75% contra 67% no Reino Unido, 82% contra 73% na Itália e 85% contra 80% na Espanha.

O que é a Sputnik-Opinião?

É um projeto internacional de estudo da opinião pública que foi posto em prática a partir de janeiro de 2015. As conhecidas empresas Populus e IFop são parceiras do projeto. No quadro da Sputnik-Opinião (Sputnik.Polls) são realizadas regularmente pesquisas em vários países da Europa e dos EUA sobre temas sociais e políticos da atualidade.
A Sputnik é uma agência de notícias e rádio com representações e redações multimídia em dezenas de países. A Sputnik possui sites (34 ao todo), emissões de rádio analógicas e digitais, aplicativos para celular e páginas nas redes sociais.
Conheça outras enquetes da Sputnik-Opinião
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала